quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Atitudes sustentáveis - Como evitar o desperdício de alimentos



Além de uma alimentação saudável, o que temos que ter em mente é também uma alimentação sustentável. Por isso, aproveitar bem os alimentos, de maneira integral, constitui uma atitude sustentável e que também contribui para a proteção do meio ambiente. Aproveitar integralmente os alimentos significa utilizá-los em sua totalidade. Muitas vezes quando vamos comer uma maçã, descascamos e jogamos a casca fora. Quando vamos fazer uma salada, só utilizamos as folhas e jogamos os talos fora, etc. Fazendo isso estamos jogando fora uma enorme quantidade de nutrientes.

Muitos alimentos podem ser aproveitados em sua totalidade, ou seja, pode ser aproveitados as cascas, os talos, as folhas, a polpas e até as sementes – partes normalmente desprezadas e altamente nutritivas. E que são ricas em vitaminas, minerais, substâncias antioxidantes.
Quando aproveitamos integralmente os alimentos, diminuímos o desperdício, reduzimos o custo das preparações, há aumento do valor nutricional e do rendimento da refeição e promoção da economia pelo melhor aproveitamento dos alimentos.

Além disso, ocorre redução da quantidade de resíduos que são jogados nos aterros e seus impactos ambientais associados com a decomposição de resíduos orgânicos, como por exemplo, a geração de chorume que pode contaminar os lençóis freáticos, geração de gases de efeito estufa etc.

Mas antes de aproveitar os alimentos dessa forma, nunca se esqueça de fazer uma correta higienização dos mesmos (mais abaixo vou ensinar como lavar bem os alimentos).

Portanto, seguem algumas dicas de como aproveitar bem os alimentos e evitar o desperdício:

  • Os talos de couve, agrião, beterraba, brócolis e salsa, entre outros, contém fibras e devem ser aproveitados como recheios de tortas, patês, saladas.
  • Os talos do agrião, contêm muita vitamina C, nutriente importante para aumentar a imunidade do organismo, além de ser antioxidante. Refogue com tempero e ovos batidos, faça sucos;
  • As folhas da cenoura são ricas em vitamina A (importante para saúde dos olhos, pele, cabelos e para o crescimento). Podemos aproveitá-las para fazer bolinhos ou para substituir o uso da salsinha.
  • A água do cozimento das batatas acaba concentrando todas as vitaminas hidrossolúveis. Aproveite-a para agregar valor nutricional ao arroz, macarrão etc.
  • A casca da laranja pode ser caramelizada, para ser servida com café, ou utilizada em compotas ou mesmo para biscoitos.
  • A parte branca da melancia pode ser usada para fazer cocada. Já a parte branca do maracujá pode render uma deliciosa compota, que se prepara como o doce de mamão verde.
  • Com as cascas das frutas (goiaba, abacaxi, etc.), pode-se preparar sucos batendo-as no liquidificador. Este suco pode ser aproveitado para substituir ingredientes líquidos no preparo de bolos.

Aproveite dos alimentos tudo o que for possível. Não jogue fora o que pode servir como fonte de nutrientes. Aproveitar integralmente os alimentos significa mais do que economia. Significa usar os recursos disponíveis sem desperdício, reciclar, respeitar a natureza e utilizar os alimentos de forma sustentável.

Fonte: Bruna Murta – nutricionista da rede Mundo Verde.


Limpeza correta dos alimentos



As verduras devem ser bem-lavadas, passando-se os dedos por toda a casca para retirar terra, pedaços machucados da folha e larvas. Depois, deixe de molho em uma solução desinfetante por 30 minutos. A seguir, lave novamente em água corrente e consuma sem qualquer receio.
Para os legumes, o procedimento é o mesmo. Se for ingeri-los com a casca, é importante esfregar com uma bucha própria sobre toda a extensão, para eliminar a camada esbranquiçada de agrotóxico. Daí, é só colocar de molho em solução e consumir.
As frutas precisam ser limpas da mesma forma. “A maçã ou a pêra devem ser lavadas com uma esponja, já que é consumida com a casca. É importante esfregar para que a quantidade de agrotóxico ingerida diminua”, alerta. Para as uvas, o cuidado é maior: “é preciso lavar uma a uma, sem arrancá- las do galhinho. Alguns cachos são bem fechados e pode ter teia de aranha no meio, então, apenas água e deixar em solução não resolve”.

SOLUÇÃO DE VINAGRE


A receita diz que é preciso colocar duas colheres de sopa de vinagre para cada litro de água. Daí, é só deixar as verduras e as frutas mergulhadas neste preparado por 30 minutos. Se existirem larvas vivas, o vinagre não vai matá-las, mas faz com que se soltem das folhas. Então, é preciso passar novamente em água corrente para eliminá-las da salada.

SOLUÇÃO DE ÁGUA SANITÁRIA


Também chamada de solução clorada ou de hipoclorito de sódio, é só colocar uma colher de sopa para um litro de água e deixar os alimentos por 15 minutos para eliminar larvas e bactérias. Depois, é lavar em água corrente. Para quem ainda fica com receio do cheiro do produto de limpeza, é só colocar os vegetais em uma solução de vinagre.

SOLUÇÃO COM HIDROSTERIL


Vendido em supermercados, farmácias e até feiras livres, é um preparado com hipoclorito de sódio e permanganato de potássio estabilizados que ajuda a higienizar os alimentos, eliminando larvas e bactérias. E o recomendado é colocar duas gotas do produto em meio litro de água e deixar por 15 minutos. Em seguida, é preciso lavar os alimentos em água corrente.




Espero que tenham gostado e que essas informações sejam úteis para vocês!

Aproveite e leia mais os artigos sobre...

Um comentário:

  1. Seria ótimo ter mais algumas dicas sobre o uso da casca da banana, por exemplo, e dos valores nutricionais das cascas das frutas, sem esquecer de dizer quando elas não devem ser consumidas (em caso de doenças). No mais, muito legal a matéria.

    ResponderExcluir