Oi gente!

Faz tempo que não dou dicas para cuidar da alimentação do bebê/criança. Por isso hoje eu vou dar dicas de como enriquecer a alimentação dos nossos filhos de maneira saudável. Eu já disse aqui outras vezes que meu filho também é vegetariano, por isso, tenho que ter atenção redobrada com a alimentação dele. Mas eu acho que não só o bebê vegetariano deve ter uma alimentação equilibrada, toda criança precisa disso. Todos devem ter uma dieta balanceada, nutritiva, uma alimentação saudável, pois estão em plena fase de crescimento e desenvolvimento. Mesmo que seu filho coma carne, isso não garante que ele está sendo bem alimentado e com todos os nutrientes essenciais. Portanto, as dicas que darei aqui, são tanto para crianças vegetarianas como também não vegetarianas. 
As mamães podem e devem fazer uso diário desses alimentos, complementando e enriquecendo nutricionalmente a dieta dos seus filhos.

Então, vamos lá:


Castanha do pará: Se seu filho não tem nenhum problema de alergia a alimentos, a castanha pode ser consumida tranquilamente. Pode ser acrescentada na papinha salgada do bebê (a partir de 1 ano de idade), batido com iogurte natural e frutas, pode acrescentar em bolos, etc.
Se a criança já é maior, pode comer triturada, junto com cereais, leite, etc. Eu sempre coloco na papinha salgada do meu filho, 1 castanha do pará. Não coloco todos os dias, umas 3 vezes por semana. Com o tempo pode aumentar e dar todos os dias. A castanha do pará é uma excelente fonte de proteína, o que é bom, principalmente para quem é vegetariano.  

Fonte de proteína: Seu valor proteico é alto, tanto que é também chamada de carne vegetal. 

Outros benefícios:

É rica em selênio — ideal para combater o envelhecimento celular, fortalecer o sistema imunológico e equilibrar o funcionamento da tireoide. Consumir uma castanha por dia supre fácil, fácil a quantidade de selênio que precisamos por dia: 55 mg.
É fonte de ômega 3, zinco e vitamina E. Faz bem ao coração e previne câncer. Tudo isso, claro, quando consumida moderadamente.  

Aveia: dou mingau de aveia todos os dias para o meu filho, pela manhã. Ele adora! É um mito quem pensa que mingau de aveia engorda! Meu filho é totalmente dentro do peso. Faço o mingau com aveia em flocos finos, com o leite próprio para a idade (Ninho 1+) e sem açúcar. Se a criança não é "viciada" em doce, come tranquilamente, pois o leite já tem açúcar. 

Benefícios: O grão de aveia apresenta em média 13,3% de proteína, 6,2% de lipídios e 66,4% de carboidratos. A proteína da aveia distingue-se pelo seu alto teor de arginina em relação aos outros cereais. Rica em fibras, vitaminas do complexo B, vitamina E, cálcio, fósforo e ferro. 

Outras formas de consumir: Também coloco a aveia na sopinha da hora do jantar. Ex.: Legumes cozidos (já com tempero), coloco no liquidificador, 1 colher de sopa de aveia, 1 de leite em pó, 1 pouco da água do cozimento dos legumes (bem pouco para não ficar ralo); bate tudo e vira uma sopinha cremosa. Pode colocar também no iogurte natural com frutas.

Ovo: O ovo é super importante para alimentação da criança, principalmente a que é vegetariana (no meu caso, ovo-lacto-vegetariana). Dou ovo para o meu filho todos os dias, na hora do almoço. Antes ele comia cozido e misturava na papinha, hoje em dia, já faço uma omelete, com 1 ovo. Para a criança vegetariana será a fonte de proteína principal, junto com os derivados do leite.

Benefícios: Possuem um alto valor nutricional. Um ovo tem 13 nutrientes essenciais em quantidades variadas necessários para o bom funcionamento do organismo, incluindo proteínas de alto valor biológico, colina, ácido fólico, ferro, zinco. Tudo isso por apenas 75 calorias. Ovos são importantes  para a força muscular, funcionamento do cérebro, a saúde dos olhos e muito mais.

Você pode dar 1 ovo de galinha ou 5 de codorna, que é o equivalente.

Derivados do leite: O queijo, iogurte, requeijão cremoso, são excelentes fontes de proteína. Principalmente os bebês e as crianças devem fazer uso diário de porções dos derivados. É muito importante verificar na composição do produto se não possui amido e outras coisas, porque muitas vezes a marca engana o consumidor e ao invés de consumir iogurte puro, queijo, requeijão, estamos consumindo amido! Não compre se tiver amido nos ingredientes do produto! Eles colocam para dar consistência e enganar o nosso paladar!

Os derivados devem ser dados todos os dias, pelo menos 1 copinho de iogurte natural; 1 fatia  média de queijo; aproximadamente 400ml de leite por dia, na idade de até 2 anos. O meu filho toma iogurte todos os dias, mas você não deve dar iogurte açucarado, cheio de conservantes, corantes. Antes eu dava iogurte integral natural (Nestlé e Itambé são os que não possuem amidos e conservantes, tem até um post no blog falando sobre isso), aí eu batia com frutas, linhaça, etc. Agora, comecei a dar o Nestlé Grego tradicional. É o que possui menos conservantes, não possui corante, e tem pouco açúcar. Meu filho enjoou do outro, por isso mudei. Mas eu pesquisei e esse é o que possui menos coisas prejudiciais. O chambinho e o danoninho só podem ser dados a partir dos 4 anos, então, se seu filho já tem essa idade, pode dar. Mas eu não aconselho muito, porque tem coisa demais, aconselho o Nestlé Grego mesmo, que é o mais natural do que os outros. Parece um chambinho só que sem corante. É bem consistente e cremoso. Além do leite do mingau, ele toma também 1 mamadeira de 200 ml a noite. E dou queijo no lanche também.

Linhaça: É considerada como um alimento funcional, ou seja, que contém, além de seus nutrientes básicos (carboidratos, proteínas, gorduras e fibras), elementos que podem diminuir o risco de algumas doenças pois seu uso contínuo pode proporcionar aumento da defesa orgânica e redução do ritmo de envelhecimento celular.

Na composição da semente de linhaça estão presentes proteínas, fibras alimentares e ácidos graxos poli-insaturados (Ômega 3 e Ômega 6), que lhe conferem a propriedade de alimento funcional. A semente de linhaça é a mais rica fonte de Ômega 3 existente na natureza. 


Como usar: pode ser colocada na papinha do bebê, tanto doce quanto salgada; no iogurte com frutas; no mingau (triturada); pode servir de base para bolos, pães, etc. Pode consumir todos os dias, 1 colher de sopa. Escolha em qual refeição vai colocar.

Whey Protein: É outra excelente fonte riquíssima em proteína. É norlmalmente consumida por atletas, mas os vegetarianos devem fazer uso, pois faz muito bem e é uma forma de se consumir proteína. Whey Protein quando comparado com qualquer outra proteína, possui um valor biológico maior, sendo facilmente absorvido, utilizado e retido pelo organismo. 

Whey Protein é uma proteína saudável, pura e de alta qualidade, derivada do leite de vaca, é a proteína extraída do soro do leite. O soro é um subproduto do leite, obtido durante a produção de queijo ou de caseína. Com o surgimento de novas tecnologias, o soro tornou-se um ingrediente muito valorizado por suas ótimas qualidades nutricionais. 

O Whey Protein possui proteínas completas de alta qualidade e pode ser aceito como fonte protéica para crianças saudáveis, desde que não tenham alergia a derivados de leite e que recebam orientação de quantidade e horário a consumir. 

Como consumir: no caso do meu filho, eu coloco 1 colher de sopa na mamadeira da noite. Coloco o leite normal (2 colheres de sopa para 200 ml de água) e 1 de whey. Também pode ser colocado no mingau, no iogurte com frutas, na papinha salgada, doce, sopinha, etc. Para crianças de até 2 anos de idade, 1 colher de sopa cheia por dia é o suficiente. Para crianças maiores, pode ser acrescentado nas vitaminas com leite e frutas. Pode ser feita uma vitamina de açaí com whey e banana, fica muito bom!

Polivitamínicos: fazer uso dos complementos vitamínicos é muito imporante também, pois não é possível consumir, somente com os alimentos, todas as vitaminas, sais minerais, essenciais para a saúde! Por isso, compre um bom polivitamínico para dar diariamente. Já dei dica de diversos aqui no blog. Vá na área de Saúde, Saúde do bebê que lá tem uma resenha sobre isso, de uma ótima marca que eu uso.

Bom, espero que tenham gostado e que as dicas ajudem as mamães e papais a cuidar ainda melhor da alimentação de seus filhos!

Abraços,

2 comentários:

Tecnologia do Blogger.