terça-feira, 14 de março de 2017

Etiqueta e boas maneiras nunca saem de moda!


Fazemos parte de um país jovem, sem tradições milenares e em tempos de comunicação extremamente dinâmica, que transforma e influencia conceitos, não se podem criar expectativas rigorosas no que diz respeito à etiqueta e ao comportamento.
Porém, se tudo ficou mais prático, é necessário tomar muito cuidado para não nos transformarmos numa espécie de ogros: pessoas mal educadas, grosseiras, medíocres, seguidoras de padrões demasiadamente práticos, que destroem belezas singelas do nosso cotidiano.
Mesmo em tempos de crise e correria, podemos com simplicidade, suavizar e harmonizar nosso dia-a-dia, espalhando conforto e bem-estar por onde passamos esporadicamente ou pelos locais onde estamos com frequência, causando boa impressão, mas de forma sincera. Um sorriso simpático, sereno; um pouco de empatia, principalmente, pode ajudar muito a atenuar o estresse diário e até nos fazer sorrir depois de “matarmos o leão do dia”.
Espero que as dicas sugeridas ajudem e melhorar a vida de vocês. Afinal, merecemos, não é mesmo?
POSTURA E ELEGÂNCIA

Costas eretas
Fala-se muito em qualidade de vida. E viver bem começa por sentir-se bem. A postura corporal diz muito a nosso respeito. Manter as costas eretas, o queixo erguido e ar de quem está de bem com a vida é fundamental, mas sem exageros! Nada de arrogância. Mantenha as costas retas de forma confortável. Assim a fluidez e a elegância ao andar surgirão naturalmente.
De pé: como ficam as mãos?
Pessoas tímidas geralmente não sabem o que fazer com as mãos e gesticulam para esconder a insegurança. Com um pouco de treino é possível corrigir e aprender a gesticular com moderação. Costas eretas, ombros erguidos e braços soltos suavemente. As mãos podem estar à frente do corpo, abaixo da cintura, ou até mesmo uma sobre a outra, sem apertar. Os homens são mais despojados e podem ficar com as mãos para trás, ao invés de apoiarem as duas na cintura, como açucareiro. Também imitar uma xícara de chá, apoiando uma mão só na cintura, não é legal. Pegar e enrolar mechas de cabelo, roer unhas é totalmente deselegante.

Sentado: pernas, o que faço com elas?
Mulheres, nada de contorcionismos! É feio e incômodo. Melhor manter as pernas paralelas e se quiser cruzá-las, faça de forma que não pareça forçada. Se estiver de saia ou vestido com comprimento que não favoreça, melhor evitar. Para os homens, não apoiarem pernas em mesas de centro, cadeiras à frente e também, não ocuparem todo o espaço com abertura exagerada das pernas, ao dividirem o sofá com outras pessoas.
Olhos nos olhos: quero ver o que você diz!

Olhar, o primeiro contato com outras pessoas. Devemos no mínimo, transmitir simpatia. Olhe nos olhos do outro, sem receio. Nada de lançar olhares sedutores (só se for essa a intenção...). As pessoas percebem a diferença entre um olhar acolhedor e um indiferente. Pode ter certeza!
Seus óculos escuros podem ser lindíssimos, mas use-os apenas sob o sol, ao ar livre, ao dirigir... É deselegante entrar num ambiente fechado de óculos e permanecer com eles. Exceto se estiver com algum problema de saúde. Se for o caso, peça desculpas e explique. À noite, nem pensar!

Distância: demais, só do caminhão na estrada!
Importante manter um equilíbrio na distância entre as pessoas. Se ficar muito longe, em postura reservada, criará uma barreira na comunicação, dificultando o entendimento e a relação agradável. Ficando muito próximo, pode significar invasão de privacidade. Pegar nas pessoas, no braço, falar ao ouvido, etc, pode transformar você numa pessoa inconveniente. Um interlocutor insuportável.
Uma distância de mais ou menos 50 centímetros seja de pé ou sentado está bem equilibrada. Geralmente essa distância é confortável e as pessoas de bom senso usam sem perceberem.
Lembrem-se: nosso corpo fala mais do que palavras. Até a próxima!

Carla Amorim

10 comentários:

  1. Adorei as dicas e acho que hoje em dia muitas pessoas precisam disso...rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Kassia,precisamos muito de educação aliada à empatia... Etiqueta, sem arrogância, pois nesse caso, menos é mais! Que bom que gostou! Um abraço!

      Excluir
  2. Oi
    Suas ficas são excelentes. ☺
    Eu não sei o que fazer com as mãos e acabo gesticulando ou cruzando os braços 😕
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Joana! Às vezes acontece isso... Principalmente se estivermos em situações formais. Seja natural e tudo fluirá. Abraço!

      Excluir
  3. Adorei as dicas
    Sempre bom fica atualizar.bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Jacque! Atualizar-se é imprescindível em tempos de crise e comunicação tão dinâmica. Bjos

      Excluir
  4. Olá! Verdade, há determinados comportamentos que nunca saem de moda. São importantes para manter um bom convívio. Muito bom seu post, bjoooooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lorena! O que não está na moda e usam muito: falta de educação... Perceba no cotidiano e comprove, mas não acate. Obrigada! Bjo!

      Excluir
  5. Adorei as dicas, sempre é bom lembrar não é.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Vanessa! Sempre bom lembrar ou relembrar... Depois seguiremos com mais dicas. Abraço!

      Excluir

Scroll To Top