30 de novembro de 2012

As cidades mais verdes do mundo



Nova York, Estcolmo, Amsterdam, Vancouver, Londres e Copenhague são tidas como as cidades mais verdes do mundo pela gestão do recursos e as iniciativas. O infográfico mostra os dados destas cidades.
Os critérios são: consumo de energia limpa (ganha Vancouver dom 90%); programas contra o uso do carro (ganha Estocolmo); menor desperdício de água potável (ganha Amsterdam); maior índice de reciclagem (ganha Copenhague com 55%) e menor emissão de CO2 por pessoa (ganha Estcocolmo).
Vale a pena ver e comparar com a nossas cidades (abaixo em inglês):


Fonte: Revista Sustentabilidade

Risoto de abobrinha

 
detalhe receita
Ingredientes

  • 6 unidades de abobrinha italiana
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 1 cebola média picada
  • meia colher (sopa) de sal
  • 1 pote de iogurte integral
  • 1 tablete de caldo de legumes
  • 1 colher (sopa) de salsa picada
  • 1 xícara (chá) de arroz arbóreo
  • 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado para decorar
Modo de Preparo
Lave as abobrinhas , corte ao meio e retire as sementes. Rale em ralador grosso e reserve. Em uma panela grande coloque uma colher (sopa) de manteiga, frite a cebola e refogue a abobrinha ralada. Junte o sal e o iogurte e misture. Adicione a salsa e retire do fogo. Leve ao fogo três xícaras (chá) de água. Quando iniciar a fervura dissolva o Caldo de legumes. Em outra panela derreta o restante da manteiga e refogue o arroz. Aos poucos, vá despejando o caldo quente, mexendo o risoto até terminar todo o caldo. Quando o arroz estiver 'al dente' e úmido, retire do fogo, junte ao refogado de abobrinhas. Misture bem e sirva a seguir com as lascas de queijo parmesão.  
Fonte: http://www.nestle.com.br/site/cozinha/receitas/Risoto_de_Abobrinha.aspx?id=7562273&ie=7751671&ic=309&il=2

29 de novembro de 2012

Torta saudável de legumes



Ingredientes
  • Massa
    • 3 ovos
    • 2 xícaras (chá) de leite desnatado
    • 1 e meia xícara (chá) de farinha de trigo
    • 1 caldo de legumes
    • 1 colher e meia (sopa) de fermento em pó
    • meia xícara (chá) de FIBRA MAIS NESTLÉ®
    • manteiga para untar
    • farinha de trigo para polvilhar
     



  • Recheio

    • 1 tomate sem sementes e picado
    • 1 abobrinha picada
    • 1 cenoura ralada
    • 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
    Modo de Preparo

    Em um liquidificador, bata os ovos com o leite desnatado, a farinha de trigo, o caldo de legumes e o fermento. Despeje em uma tigela e misture o FIBRA MAIS NESTLÉ até ficar homogêneo. Despeje a massa em um recipiente refratário (29 x 22cm) untado com manteiga e polvilhado com farinha de trigo. Espalhe os ingredientes do recheio sobre a massa e leve ao forno médio (180ºC), preaquecido, por cerca de 40 minutos. Sirva quente ou fria.
    Fonte: http://www.nestle.com.br/site/cozinha/receitas/Torta_Saudavel_de_Legumes.aspx?id=7562273&ie=7751671&ic=309&il=8
     

    Receitas natalinas



    Neste Natal, que tal celebrar sem crueldade? Temos que ter em mente que o espírito natalino não se baseia somente no amor cristão entre os seres humanos, mas também entre todos os seres existentes, que como nós, sentem dor, alegria, enfim, possuem sentimentos que devem ser respeitados. Todos nós somos criaturas divinas e celebrar o amor de Deus é celebrar a vida em todas as suas formas de existência.

    Neste post vou disponibilizar para vocês diversas receitas natalinas vegetarianas, demonstrando que quem segue algum tipo de dieta vegetariana, também pode ter uma ceia de Natal gostosa e além de tudo saudável e livre de crueldade!

    Risoto natalino (lacto)




    • Ingredientes

    500 Gr. de Arroz arbóreo;
    1 Cebola grande;
    3 Dentes de alho;
    2 Colheres de sopa cheia de manteiga;
    1 Colher de sopa cheia de azeite de oliva;
    100 Gr. de passas brancas. Coloque para hidratar em água;
    1 Cálice de vinho branco seco;
    100 Gr. de um bom queijo parmesão ralado;
    Tabletes de caldo de legumes;

    A quantidade especifica de água que manda na caixa do arroz.

    • Modo de preparo
    Pegue a água que ira pro cozimento do arroz com o tablete de caldo de legumes, e coloque para ferver. A água tem que estar fervendo quando for jogar no arroz.
    Pegue a cebola, descasque-a, lave bem e corte em cubinhos pequenos.
    Pegue o alho, descasque e amasse.
    Pegue uma panela grande, jogue a manteiga e o azeite e deixe esquentar, jogue a cebola.
    Quando a cebola estiver começando a ficar transparente jogue o alho e deixe refogar.
    Quando o alho estiver dourando jogue o arroz, sem lavar, e refogue até ouvir uns estalos parecendo de milho de pipoca estourando.
    Pegue as passas que estavam hidratando e jogue no arroz e já adicione algumas conchas da água que esta fervendo, mexa e deixa lá.
    Depois de uns 5 minutos mexa novamente e jogue mais água, vá fazendo isso até o arroz ficar no ponto ou acabar a água.
    Quando o arroz estiver no ponto jogue o cálice de vinho e o queijo parmesão, espere uns 2 minutos e desligue. Sirva imediatamente.


    Fonte: receita adaptada do site: http://receitasdeumjovemchef.blogspot.com.br/2009/12/risoto-de-natal-2009.html


    Salpicão vegetariano (ovo-lacto)



    • Ingredientes

    3  cenouras raladas (no ralo fininho);
    1 pacote de batata palha;
    1 vidro de palmito;
    200 gramas de azeitonas;
    1 lata de milho verde;
    Uvas passa;
    1 maçã verde ou vermelha;
    330 gramas de mussarela ralada;
    1 vidro pequeno de maionese;
    Cheiro verde.

    • Modo de Preparo:

    Pique as azeitonas, o palmito, a maçã tudo bem picadinho. Reserve. Rale as cenouras. Em um recipiente misture todos os ingredientes secos (cenoura, milho, azeitona, palmito, uva passa, maçã, batata palha). Coloque o cheiro verde, a mussarela; não precisa de sal, pois a batata já é salgada. E por último coloque a maionese e leve para a geladeira.




    Rabanada Vegana

    • Ingredientes

    Pão;
    Açúcar;
    Cravo;
    Canela;
    Leite de soja.

    • Modo de Preparo

    Faz-se uma calda de açúcar, água, cravo e canela. Molha-se o pão no leite de soja, espreme-se e coloca-o na calda em fogo brando.
    Deixe por uns três minutos e vá retirando e colocando num escorredor (pode ser de arroz mesmo) para retirar o excesso da calda.
    Arrume num pirex e vá polvilhando com canela.

    Fonte: Pro Veg


    Panetone sem ovo


    • Ingredientes

    300 g (3 xícaras) de farinha de trigo
    2 tabletes (15 g) de fermento fresco
    100 ml (1/2 xícara) de água morna
    1 colher (sopa) de casca de limão ralada
    1 colher (sopa) essência de baunilha
    1 colher (chá) de sal
    100g (1/2 xícara) de passas
    4 colheres (sopa cheias) de creme vegetal
    100g 91/2 xícara) de frutas cristalizadas picadas
    100g (1/2 xícara) de açúcar demerara
    3 colheres (sopa) de leite (pode ser de soja)

    • Modo de Preparo

    Aqueça água até estar na temperatura do corpo. Despeje-a numa tigela e junte o fermento. Adicione 1 colher de sopa cheia de farinha e misture. Cubra c/ 1 pano de prato e deixe descansar até que comecem a aparecer bolhas na superfície. Junte a farinha aos poucos, mexendo sempre. Acrescente os demais ingredientes, menos o creme vegetal. Despeje a massa numa superfície limpa e sove por 10 min. Enquanto estiver sovando, acrescente o creme vegetal. Despeje a mistura na forma preparada. Cubra e deixe descansar por pelo menos 2hs. Leve ao forno quente por 10 min. Abaixe o forno para médio e deixe por mais 30 min.

    Fonte: Pro Veg 


    Bacalhoada Vegetariana

    • Ingredientes:

    6 Batatas médias
    200 ml de leite de coco
    1/2 xícara de molho de tomate caseiro ou orgânico
    2 cebolas em rodelas finas
    ¼ de xícara de azeite de oliva
    1 folha de louro quebrada
    500 g de palmito pupunha fresco
    2 ovos cozidos em rodelas
    ½ pimentão verde em rodelas
    1 pimentão vermelho em rodelas
    Azeitonas pretas
    1 folha de alga nori picada
    Coentro ou salsinha à gosto
    Sal à gosto

    • Modo de Preparo:

    Cozinhe as batatas com casca. Quando estiverem cozidas, descasque e corte em rodelas.
    Corte o palmito em julienne e refogue em um pouco de azeite e sal.
    Coloque em forma refratária camadas de batatas, palmito, cebola, pimentão, azeitonas, alga e ovo cozido.
    Misture o leite de côco com o molho de tomate e coloque sobre as camadas.
    Regue com azeite de oliva.
    Leve ao forno aquecido por cerca de 10 minutos.
    Salpique salsa ou coentro e sirva.



    Fonte: http://michelevege.blogspot.com.br/2010/12/bacalhoada-vegetariana-mais-uma.html 



    Espero que tenham gostado. Depois postarei mais!

     

    25 de novembro de 2012

    Smoothie de açaí com banana e whey protein


    Uma deliciosa e nutritiva opção para o seu lanche e uma ótima maneira de se utilizar o Whey Protein, que já postei sobre aqui no blog. Para quem não sabe, "smoothie" é tipo um shake.

    • Ingredientes:

    1 copo de leite desnatado;
    3 colheres de sopa cheias de whey protein;
    1 banana prata;
    1 embalagem de poupa de açaí (daquelas pequenas que vendem em supermercado);
    1 colher de sopa de mel ou adoçante de sucralose (gotas a seu gosto).

    • Modo de preparo:

    Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva.

    Opção: colocar morango no lugar da banana também fica muito bom!

    Espero que gostem!

    24 de novembro de 2012

    Aletria ao alho e óleo com castanhas e azeitonas





    Oi gente!

    Essa receita é muito fácil de fazer. Quem não já comeu macarrão alho e óleo, não é mesmo? Super gostoso! Mas eu decidi dar uma incrementada, para ficar ainda melhor e aproveitar os benefícios das castanhas que estão muito em alta! rsrs. Já postei aqui outras vezes os benefícios delas para a nossa saúde!

    Ingredientes:

    8 ninhos de macarrão Aletria (cabelo de anjo) - gosto desse porque cozinha rapidinho e é fininho, acho mais gostoso;
    Azeitonas verdes picadas;
    4 castanhas do pará;
    6 castanhas de cajú;
    Azeite;
    Alho;
    Sal.

    Modo de preparo:

    Ferva água para cozinhar o macarrão. Acrescente a massa depois de fervida a água e cozinhe por 2 minutos (tempo de cozimento indicado para esse tipo de massa). Escorra o macarrão, lave e reserve. Em um socador, triture as castanhas; Corte as azeitonas; reserve. Amasse o alho no socador, acrescente um pouco de sal. Não coloque muito, coloque aos poucos e depois veja se precisa de mais, pois a castanha de cajú já tem sal.
    Em uma panela, coloque o azeite (quantidade a seu gosto, coloquei 3 colheres de sopa); frite o alho, mas não muito, somente para dar uma leve dourada, se não amarga e perde os nutrientes; Acrescente a azeitona picada, coloque o macarrão. Dê uma refogada e por último acrescente as castanhas e desligue o fogo. Pronto! Só servir.

    Rende 3 porções.

    Bom apetite!

    23 de novembro de 2012

    Omelete de forno (ovo-lacto)



    Uma receita simples e gostosa para o seu almoço ou jantar.

    • Ingredientes:

    6 ovos;
    1 pedaço grande de queijo canastra ou frescal;
    1 batata pequena;
    1 tomate;
    azeitonas;
    1 cenoura;
    cheiro verde;
    sal;
    1 colher de sopa de óleo de canola ou azeite.

    • Modo de preparo:

    Corte a batata e a cenoura em cubinhos pequenos e cozinhe no vapor. Depois de cozidos deixe esfriar. Corte o tomate em cubinhos pequenos, a azeitona bem picadinha. Misture os legumes, o tomate, a azeitona, o cheiro verde e o sal em um recipiente e reserve. Bata os ovos, o queijo e o óleo no liquidificador durante uns 3 minutos. Acrescente os ovos batidos aos legumes, misture até incorporar e coloque tudo em uma forma untada e polvilhada. Leve para assar em forno médio durante uns 30 minutos. Vá olhando para ver como está, quando estiver douradinho está bom. Não precisa de fermento, pois ao bater o queijo junto, faz com que deixe a massa fofinha.

    Obs.: Pode acrescentar outras coisas ao recheio, como milho, ervilha, palmito, etc. Vai ao seu gosto.

    Opção: Se está de dieta, sirva com uma saladinha de rúcula, agrião e alface!

    Tempo de preparo: 40 minutos. Rendimento: serve 3 pessoas.

    Bom Apetite!

    22 de novembro de 2012

    Beringela Recheada (Vegan)


    A beringela é uma grande aliada dos vegetarianos, porque ela pode servir de base para diversos pratos gostosos, como lasanha (que já postei aqui), pode ser feita em conserva, etc., além de ser um alimento saudável, que ajuda principalmente na redução do colesterol. 

    Por isso vou postar essa receita super fácil de beringela recheada para o seu almoço.

    • Ingredientes para 2 pessoas:

    1 xícara de proteína  texturizada de soja granulada;
    ½ xícara de Shoyo light;
    Sal a gosto;
    2 xícaras de água;
    1 tomate médio picado;
    1 cebola pequena;
    Azeitonas picadas;
    Alho;
    2 berinjelas cortadas ao meio;
    8 fatias finas de queijo mussarela;
    3 colheres de sopa de azeite de oliva.


    • Modo de Preparo:

    Hidrate a proteína de soja com shoyo light e água por 10 minutos. Escorra em uma peneira e esprema para tirar o excesso. Reserve. Cozinhe a berinjela partida ao meio na água fervente, escorra-a e raspe o miolo. Mas não cozinhe muito, se não ficará muito mole. É só para dar uma amolecida. Esprema o miolo em uma peneira e reserve.
    Recheio: Refogue a cebola e o alho no azeite. Adicione o tomate, o sal, a azeitona, a polpa da berinjela e a proteína de soja, refogue por 10 minutos. Coloque as berinjelas em uma assadeira, recheie-as e cubra com queijo mussarela. Leve ao forno, pré-aquecido, a 200ºC até que o queijo derreta.

    Preparo e cozimento: 40 minutos

    Agora é só saborear. Se está de dieta, basta uma saladinha para acompanhar e pronto!

    Espero que tenham gostado!


    18 de novembro de 2012

    Salada energética (Vegan)





    Vou postar hoje uma salada para quem está querendo fazer dieta. Eu estou na luta! rs. 
    É energética porque possui castanha do pará, castanha de cajú e espinafre. As castanhas por serem oleaginosas fornecem um tipo de gordura que é boa para a saúde, trazem saciedade e aceleram o metabolismo. São indicadas para quem está querendo emagrecer. Abaixo seguem mais benefícios dos principais ingredientes:


    • Castanha do Pará


    A Castanha do Pará é um alimento que faz parte do grupo das oleaginosas e, portanto, possui grande quantidade de gorduras, proteínas, minerais, vitaminas e antioxidantes. Nos últimos anos a ciência tem ainda descoberto cada vez mais benefícios que ela pode trazer para a saúde das pessoas.
    Para quem está em dieta, por exemplo, não precisa se preocupar com a gordura encontrada na castanha já que ela é composta principalmente de gordura mono-insaturada e poli-insaturada, que não fazem mal ao organismo e são gorduras que ajudam o corpo a reduzir os níveis de LDL (colesterol ruim) mantendo/aumentando o HDL (colesterol bom).
    Além disso temos um mineral encontrado na Castanha do Pará que merece destaque por estar presente em grande quantidade e por seus benefícios, estamos falando do Selênio. Entre as qualidades dele está a proteção contra os radicais livres no organismo, a melhora no sistema imunológico e benefícios para o sistema nervoso, além do combate à doenças como Parkinson e Alzheimer.
    Há ainda algumas pesquisas mais recentes que indicam que o selênio ajudaria também na redução do risco de câncer de próstata.


    • Castanha de Cajú

    Assim como a maioria das oleaginosas, a castanha de caju é rica em vitamina E, um antioxidante que previne o envelhecimento precoce. Ela também possui potássio e fósforo, o potássio regula os batimentos cardíacos, previne as cãibras e regula a quantidade de água no corpo, já o fósforo, fortalece os ossos, melhora a memória e evita a fadiga.

    Se consumida com moderação, a castanha pode controlar o nervosismo, a depressão e a fraqueza, pois é rica em magnésio. Também contribui para a saúde dos músculos, melhora a digestão e regula o nível de colesterol no sangue, pela boa quantidade de gorduras polinsaturadas. São as famosas gorduras do bem, que também diminuem a formação de coágulos no sangue e protegem o coração.
    • Espinafre
    Rico em sais minerais, como ferro, cálcio e fósforo, e com alta concentração de vitaminas dos complexos A e B, a verdura ajuda na formação dos ossos, dentes, construção muscular, coagulação sanguínea e conservação da visão.
    O espinafre ainda age na conservação da pele, na proteção do aparelho digestivo e, principalmente, na saúde sistema nervoso, tornando-se essencial para o desenvolvimento dos nervos e do cérebro. Segundo um estudo realizado no ano passado, o cérebro consome muita energia para funcionar e isso resulta na sobra de resíduos químicos oxidantes, alguns alimentos como espinafre, nozes, castanhas, óleos vegetais, lentilha, couve-flor, aspargo e abacate ajudam a eliminar as substâncias em excesso, "desenferrujando" o cérebro.
    O espinafre é recomendado principalmente para gestantes e crianças, pois previne a anemia e a desnutrição.
     

    • Ingredientes:

    1 tomate sem semente;
    1 cenoura grande picada;
    1 batata grande picada;
    1/2 chuchu picado;
    1 maço de espinafre;
    6 castanhas do pará;
    6 castanhas de cajú;
    azeite e sal a gosto;
    azeitonas sem caroço.


    • Modo de preparo:

    Lave todos os legumes e verduras. Tire a semente do tomate, corte em cubinhos e reserve. Corte a azeitona também em pedaços pequenos. Corte as folhas de espinafre bem picadinhas (coloque a quantidade que desejar). Pegue as castanhas e coloque em um socador de alho ou pilão e triture bem. Os legumes, batata, cenoura e chuchu, corte em cubinhos pequenos e leve para cozinhar no vapor até ficarem macios, mas não muito moles. Depois de cozidos, lave com água fria para dar um choque térmico e parar o cozimento. Coloque um pouco na geladeira para esfriar. Depois pegue todos os ingredientes e misture em um recipiente. Tempere com sal e azeite à gosto.

    15 de novembro de 2012

    20 dicas para ser um atleta vegetariano de sucesso


    Foto: Daniel Meyer - triatleta vegano


    Você é atleta e está pensando em seguir uma dieta vegetariana ou é vegetariano e quer ter um maior desempenho físico? Ou você acha que as duas coisas combinam? Então veja a seguir 20 dicas para ser um atleta vegetariano tão ou mais saudável do que um que não é.

    Para os vegetarianos também é possível ter um ótimo desempenho físico, ganhar massa muscular, ter ossos e músculos fortes, enfim...existem diversos artifícios capazes de possibilitar essas vantagens.

    Os vegetarianos também podem ser atletas de sucesso, e um bom exemplo disso é o triatleta, ultramaratonista Daniel Meyer (foto), que segue a dieta vegana desde 2005. Se quiser saber mais sobre ele acesse o blog http://danielmeyerultramaratonista.blogspot.com.br/.


    Agora, fiquem com as dicas: 


    Você é vegetariano e quer ganhar massa muscular? Muitos vegetarianos se sentem derrotados antes de começar, mas é uma tarefa totalmente possível, basta ter os conhecimentos necessários e se empenhar em busca do objetivo.
    Existem muitas formas que podem fazer um vegetariano ganhar massa muscular, apesar de não consumirem carne.
    Dizer não à carne não significa que você deve dizer não à construção de massa muscular. Você encontrará abaixo 20 dicas que o levarão ao sucesso!

    CONSUMA BOA QUANTIDADE DE CALORIAS

    Esse é o seu primeiro passo. Se você não ingerir uma boa quantidade de calorias regularmente seu corpo vai usar a proteína como combustível, causando um déficit de formação.

     

    CONSUMA MUITAS FRUTAS E VERDURAS

    Em segundo lugar, certifique-se de consumir frutas e legumes em abundância. Estes vão te fornecer uma fonte de nutrientes de alta qualidade, e manterão seu sistema imunológico forte.

     

    NÃO NEGLIGENCIE OS GRÃOS E LEGUMES

    Os vegetarianos que querem ganhar massa muscular não podem negligenciar o consumo de grãos e legumes de forma alguma. Essas serão as principais fontes de proteínas, além de possuírem baixo teor de gorduras. É uma ótima opção para o pré-treino.

     

    CONSUMA ARROZ DE QUINUA

    Quinua é um tipo de grão com qualidade nutricional maior do que a soja, com sais minerais e aminoácidos balanceados. Além de todos os benefícios, os grãos possuem 23% de proteína, valor superior ao encontrado na maioria dos cereais. Se você é acostumado a consumir arroz integral, substitua por arroz de quinua, pois o gosto é bem parecido e a quinua é uma fonte completa de proteínas, ao contrário do arroz.

     

    CONSUMA CLARA DE OVOS OU PROTEÍNAS DE SOJA

    Clara de ovos e proteína de soja são ótimas fontes de proteínas para vegetarianos. Você pode usar a suplementação para sanar essa necessidade, consumindo albulmina e proteínas de soja em pó.

     

    EVITE UMA GRANDE DEPENDÊNCIA DE ALIMENTOS PROCESSADOS

    Esse é um grande erro cometido pela maioria dos vegetarianos que conheço. Ser vegetariano não é o mesmo que limitar a alimentação a salgadinhos e biscoitos. Você precisa adotar uma alimentação saudável. Faça um esforço e mantenha uma dieta rica em cereais integrais, frutas, legumes e nozes.

     

    ESCOLHA UMA SÉRIE DE TREINOS CURTA E INTENSA

    Quando se trata de exercícios, você não deve passar horas na academia. Reduza o tempo de treinamento e trabalhe intensamente. Dessa forma, você previne a perda de massa muscular que ocorre em sessões de treinamento muito longas. Essas sessões aumentam a necessidade de proteínas, dificultando a manutenção de uma dieta vegetariana para a construção de massa muscular.

     

    VARIE A ESCOLHA DE ALIMENTOS

    Os vegetarianos acham que não possuem muitas opções de alimentos e acabam consumindo sempre os mesmos. Tente evitar isso o máximo que puder. Existem várias opções que podem ser usadas, varie sempre que possível. Dessa forma, você vai evitar deficiências nutricionais e terá mais facilidade em ganhar massa muscular.

     

    INCLUA O TEMPEH NA SUA DIETA

    O tempeh é feito a partir de sementes de soja branca, sendo o mais nobre alimento derivado da soja. O alimento possui cerca de 19% de proteína, se igualando a muitos tipos de carne vermelha. Com certeza não pode faltar na sua dieta.

     

    CONSIDERE UMA DIETA OVO-LACTO-VEGETARIANA

    Essa é uma idéia que pode ser considerada, mas vai depender de suas crenças pessoais. Adotar essa dieta significa que você deve incluir ovos e laticínios em seu cardápio. Isso aumentará dramaticamente suas opções de proteínas, pois você poderá incluir ovos, claras de ovos, queijo cottage, iogurte, leite e outros tipos de alimentos derivados do leite e queijo em sua dieta. Você terá maior facilidade para construir músculos.

     

    UTILIZE NOZES COMO COMBUSTÍVEL

    Nozes são ótimas fontes de gorduras boas e irão te fornecer uma grande e duradoura quantidade de energia. Um punhado delas vai aumentar significativamente sua ingestão de calorias, ajudando a tornar o ganho de massa muscular muito mais fácil.

     

    CONSUMA LINHAÇA EM ABUNDÂNCIA

    Já que você não vai consumir peixes ou óleos de peixe como fonte de gorduras boas, utilize a linhaça e óleo de linhaça em abundância como fonte primária de energia.

     

    ADICIONE MANTEIGA DE AMENDOIM NOS ALIMENTOS

    Outra boa maneira de aumentar o consumo de calorias é adicionar manteiga de amendoim natural nos alimentos que você consome. Passe manteiga de amendoim em bananas, maçãs e misture-os com farinha de aveia. Além de ficar delicioso, será uma ótima fonte de calorias.

     

    CONSIDERE A SUPLEMENTAÇÃO DE FERRO

    O ferro é responsável pelo desenvolvimento de células vermelhas do sangue. Se você pensa em realizar uma dieta vegetariana em longo prazo, considere a adição de um suplemento de ferro em sua dieta.

     

    FOQUE-SE NA INGESTÃO DE BRÓCOLIS E ESPINAFRE

    Dois outros vegetais que você deve inserir em sua dieta de qualquer forma. Ambos são ricos em cálcio, um nutriente que você não encontrará facilmente em outros tipos de alimentos permitidos a vegetarianos.

     

    NÃO DESANIME

    É comum encontrar pessoas tentando te desanimar em seu caminho. Elas costumam dizer que vegetarianos nunca vão ganhar massa muscular, ou conseguir outros objetivos em seu corpo. Não ligue para isso! Se você realmente quer ganhar massa muscular, sua mente precisa estar tão saudável quanto seu corpo. Bloqueie esse tipo de comentários, acredite sempre em seu sucesso. Visualize-se com o corpo que quer ter. Você vai conseguir!

     

    COMA FREQUENTEMENTE

    Nunca fique mais de três horas em realizar uma refeição. Comer regularmente vai garantir que você sempre tenha uma fonte de energia e nutrientes para manter os músculos se desenvolvendo.

     

    MONITORE SEUS NÍVEIS DE GORDURA CORPORAL

    Monitorando os níveis de gordura corporal, você terá uma boa indicação se está ou não perdendo músculos, uma freqüente preocupação dos vegetarianos. Dessa forma, você poderá tomar medidas para solucionar o problema.

     

    CONSIDERE UMA SUPLEMENTAÇÃO COM BCAA

    BCAA são aminoácidos de cadeia ramificada que devem ser ingeridos imediatamente antes e depois dos treinos. Eles irão ajudá-lo a se proteger contra a perda de massa muscular.

     

    SEJA POSITIVO

    Finalmente, a última dica é manter-se sempre positivo. Os vegetarianos podem demorar um pouco para ganhar massa muscular, mas você deve se manter positivo e continuar trabalhando. Definitivamente, você vai conseguir os resultados que deseja.


    Fonte: bodybuilding.com – Traduzido e adaptado pela equipe Definição Total.



    Espero que tenham gostado!

    14 de novembro de 2012

    Atitudes sustentáveis - Como evitar o desperdício de alimentos



    Além de uma alimentação saudável, o que temos que ter em mente é também uma alimentação sustentável. Por isso, aproveitar bem os alimentos, de maneira integral, constitui uma atitude sustentável e que também contribui para a proteção do meio ambiente. Aproveitar integralmente os alimentos significa utilizá-los em sua totalidade. Muitas vezes quando vamos comer uma maçã, descascamos e jogamos a casca fora. Quando vamos fazer uma salada, só utilizamos as folhas e jogamos os talos fora, etc. Fazendo isso estamos jogando fora uma enorme quantidade de nutrientes.

    Muitos alimentos podem ser aproveitados em sua totalidade, ou seja, pode ser aproveitados as cascas, os talos, as folhas, a polpas e até as sementes – partes normalmente desprezadas e altamente nutritivas. E que são ricas em vitaminas, minerais, substâncias antioxidantes.
    Quando aproveitamos integralmente os alimentos, diminuímos o desperdício, reduzimos o custo das preparações, há aumento do valor nutricional e do rendimento da refeição e promoção da economia pelo melhor aproveitamento dos alimentos.

    Além disso, ocorre redução da quantidade de resíduos que são jogados nos aterros e seus impactos ambientais associados com a decomposição de resíduos orgânicos, como por exemplo, a geração de chorume que pode contaminar os lençóis freáticos, geração de gases de efeito estufa etc.

    Mas antes de aproveitar os alimentos dessa forma, nunca se esqueça de fazer uma correta higienização dos mesmos (mais abaixo vou ensinar como lavar bem os alimentos).

    Portanto, seguem algumas dicas de como aproveitar bem os alimentos e evitar o desperdício:

    • Os talos de couve, agrião, beterraba, brócolis e salsa, entre outros, contém fibras e devem ser aproveitados como recheios de tortas, patês, saladas.
    • Os talos do agrião, contêm muita vitamina C, nutriente importante para aumentar a imunidade do organismo, além de ser antioxidante. Refogue com tempero e ovos batidos, faça sucos;
    • As folhas da cenoura são ricas em vitamina A (importante para saúde dos olhos, pele, cabelos e para o crescimento). Podemos aproveitá-las para fazer bolinhos ou para substituir o uso da salsinha.
    • A água do cozimento das batatas acaba concentrando todas as vitaminas hidrossolúveis. Aproveite-a para agregar valor nutricional ao arroz, macarrão etc.
    • A casca da laranja pode ser caramelizada, para ser servida com café, ou utilizada em compotas ou mesmo para biscoitos.
    • A parte branca da melancia pode ser usada para fazer cocada. Já a parte branca do maracujá pode render uma deliciosa compota, que se prepara como o doce de mamão verde.
    • Com as cascas das frutas (goiaba, abacaxi, etc.), pode-se preparar sucos batendo-as no liquidificador. Este suco pode ser aproveitado para substituir ingredientes líquidos no preparo de bolos.

    Aproveite dos alimentos tudo o que for possível. Não jogue fora o que pode servir como fonte de nutrientes. Aproveitar integralmente os alimentos significa mais do que economia. Significa usar os recursos disponíveis sem desperdício, reciclar, respeitar a natureza e utilizar os alimentos de forma sustentável.

    Fonte: Bruna Murta – nutricionista da rede Mundo Verde.


    Limpeza correta dos alimentos



    As verduras devem ser bem-lavadas, passando-se os dedos por toda a casca para retirar terra, pedaços machucados da folha e larvas. Depois, deixe de molho em uma solução desinfetante por 30 minutos. A seguir, lave novamente em água corrente e consuma sem qualquer receio.
    Para os legumes, o procedimento é o mesmo. Se for ingeri-los com a casca, é importante esfregar com uma bucha própria sobre toda a extensão, para eliminar a camada esbranquiçada de agrotóxico. Daí, é só colocar de molho em solução e consumir.
    As frutas precisam ser limpas da mesma forma. “A maçã ou a pêra devem ser lavadas com uma esponja, já que é consumida com a casca. É importante esfregar para que a quantidade de agrotóxico ingerida diminua”, alerta. Para as uvas, o cuidado é maior: “é preciso lavar uma a uma, sem arrancá- las do galhinho. Alguns cachos são bem fechados e pode ter teia de aranha no meio, então, apenas água e deixar em solução não resolve”.

    SOLUÇÃO DE VINAGRE


    A receita diz que é preciso colocar duas colheres de sopa de vinagre para cada litro de água. Daí, é só deixar as verduras e as frutas mergulhadas neste preparado por 30 minutos. Se existirem larvas vivas, o vinagre não vai matá-las, mas faz com que se soltem das folhas. Então, é preciso passar novamente em água corrente para eliminá-las da salada.

    SOLUÇÃO DE ÁGUA SANITÁRIA


    Também chamada de solução clorada ou de hipoclorito de sódio, é só colocar uma colher de sopa para um litro de água e deixar os alimentos por 15 minutos para eliminar larvas e bactérias. Depois, é lavar em água corrente. Para quem ainda fica com receio do cheiro do produto de limpeza, é só colocar os vegetais em uma solução de vinagre.

    SOLUÇÃO COM HIDROSTERIL


    Vendido em supermercados, farmácias e até feiras livres, é um preparado com hipoclorito de sódio e permanganato de potássio estabilizados que ajuda a higienizar os alimentos, eliminando larvas e bactérias. E o recomendado é colocar duas gotas do produto em meio litro de água e deixar por 15 minutos. Em seguida, é preciso lavar os alimentos em água corrente.




    Espero que tenham gostado e que essas informações sejam úteis para vocês!

    12 de novembro de 2012

    Pão de queijo (Vegan)


    O pão de queijo é uma iguaria que não pode faltar na mesa de todo bom mineiro. Mas essa delícia já é apreciada por muitos, não só os mineiros. Se você é vegetariano ou pretende ser e acha que nunca mais vai poder comer, aqui vai uma receita vegana desse pãozinho super gostoso!

    Ingredientes:
    • 4 xíc. de polvilho doce
    • 1 xíc. de polvilho azedo
    • 1 xíc. água fervendo
    • 2/3 xíc. óleo quente (eu coloco um pouco menos que manda a receita)
    • 1 colher de sopa de sal (pode colocar um pouco mais tb)
    • 3 xíc. de purê de mandioquinha (cozinhe bastante e depois amassa, não coloque leite e nem tempere, deixe puro)
    • 2/3 xíc. de purê de abóbora japonesa (opcional, apenas p/ modificar a cor, não altera muito o sabor)
    Misture os ingredientes secos, vá escaldando aos poucos com a água e o óleo quentes. Coloque os purês, misture bem com as mãos, quando formar uma massa homogênea faça bolinhas pequenas e coloque no forno pré-aquecido, asse durante 30-40 min. ou até ficarem douradinhos, no fogo mais baixo. DICAS: *não precisa untar a forma,* não vai fermento na receita, * não faça bolas muito grandes, vai ficar pesada a massa por dentro.

    Fonte: Livro Cozinhando sem Crueldade, de Ana Maria Curcelli

    11 de novembro de 2012

    Suco para deixar a pele bronzeada no verão!



    O verão está chegando e nada melhor do que praia e sol, não é mesmo?
    Achei esse suco delicioso, que além de hidratar, ajuda a nossa pele a ficar mais bronzeada!

    Vi essa receita no blog da nutricionista Tamíris Benfato que eu sigo. 

    Ainda não fiz, mas pretendo!

    Vamos aos ingredientes:

    • 1 copo médio de suco de laranja natural e sem açúcar;
    • 1 colher de sopa de cenoura ralada;
    • 3 colheres de sopa de espinafre cru;
    • 1 colher de sobremesa de semente de linhaça;
    • gelo.

    Modo de preparo:
     
    Bata tudo no liquidificador e não coe; adoce a gosto, de preferência com açúcar demerara.
    Sirva a seguir.

    • Laranja: fonte de vitamina C;
    • Cenoura: fonte de vitamina A;
    • Espinafre: fonte de sais minerais como o ferro;
    • Linhaça: rica em ômega - 3.   

    Espero que tenham gostado!

    Fonte: http://tamirisbenfato.blogspot.com.br/ 

    10 de novembro de 2012

    Whey Protein: conheça os seus benefícios



    O Whey Protein é um excelente suplemento alimentar, utilizado por quem pratica esportes, malha em academia, etc.  Está associado ao treinamento de força e pode auxiliar no ganho de massa magra. Mas ele pode ser consumido não só por quem pratica esportes, mas também para quem tem baixo consumo de proteína, que é o caso dos vegetarianos, nesse caso, se seguir uma dieta ovo-lacto-vegetariana, na qual pode consumir ovos, leite e derivados. Em minha casa estamos consumindo. É execelente para fazer shakes, mingaus, entre outras diversas receitas que podem ser encontradas na internet. Estou acrescentando também na alimentação do meu filho. De vez em quando coloco uma colher de sopa no mingau de aveia que ele toma pela manhã ou na sopa da hora do jantar. Se estiver fazendo uma dieta de emagrecimento, é bom para fazer shakes na hora do lanche ou café da manhã, pois sacia bastante a fome. É encontrado em diversos sabores, mas também sem sabor. Se for para utilizar misturando a outros alimentos, é preferível o sem sabor.


    Vamos aos seus diversos benefícios:

    Muito conhecido e discutido entre os praticantes de atividade física, o whey protein, também chamado de proteínas do soro do leite, é um suplemento alimentar de elevado valor nutricional.

    Extraídos da parte aquosa do leite, durante o processo de fabricação do queijo, os peptídeos do soro são constituídos por: beta-lactoglobulina, alfa-lactoalbumina, albumina do soro bovino, imunoglobulinas e glicomacropeptídeos. Pelo fato de ser obtido do leite de vaca, intolerantes à lactose devem optar pela versão isenta de lactose.

    Valor nutricional

    O whey protein é riquíssimo em aminoácidos essenciais – aqueles que o organismo não produz –, como triptofano, lisina, cisteína, leucina, valina e isoleucina. Estes três últimos são os conhecidos aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA - Branched-Chain Amino Acid), com destaque para a leucina, já que pesquisas demonstram sua forte e intensa ativação e participação no processo de síntese protéica. Além disso, o elevado teor de cálcio e de peptídeos bioativos do soro também dispensam atenção especial.

    Classificadas por alguns pesquisadores como fast metabolizing proteins (proteínas de metabolização rápida), as proteínas do soro do leite apresentam alta digestibilidade e são de fácil absorção pelo organismo.

    Um estudo publicado no Journal of Nutritional Biochemistry apontou o whey protein como um excelente suplemento anabólico, devido à similaridade de seu perfil de aminoácidos com as proteínas do músculo esquelético.

    Benefícios do Whey Protein aos desportistas

    - Síntese protéica no músculo esquelético: em função da fácil digestão e rápida absorção do whey protein, a concentração plasmática de muitos aminoácidos eleva-se, com destaque para a leucina, principal aminoácido envolvido no estímulo à síntese de proteínas no sangue e nos tecidos, dentre eles o muscular. Dessa forma, o consumo de whey protein, imediatamente, após o treino favorece a recuperação, bem como a síntese protéica muscular, contribuindo para o incremento da massa magra.

    Além disso, o consumo deste suplemento também estimula a secreção de insulina, um hormônio de ação anabólica, que permite a entrada de aminoácidos na célula muscular com mais facilidade, favorecendo a formação de tecido (aumento da massa muscular) e reduzindo o catabolismo protéico. Esta redução no catabolismo também se atribui ao aumento na concentração de BCAA, ocasionada pelo consumo das proteínas do soro. Pesquisa publicada no The Journal of Nutrition demonstrou que a concentração plasmática de aminoácidos essenciais, principalmente os BCAA, duplicou após 20 minutos decorridos o consumo de uma solução contendo whey protein. Um estudo publicado no International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism demonstrou que a suplementação com whey protein e leucina favoreceu o aumento de força e o incremento de massa magra.

    - Redução da gordura corporal e modulação da adiposidade: as proteínas do soro possuem alta concentração de cálcio, um mineral importante para o controle do metabolismo de gorduras no organismo. Estudos reportam que o baixo consumo de alimentos fontes de cálcio está relacionado ao aumento da gordura corporal, já que a sua deficiência estimula a alta secreção de hormônios que transportam o cálcio para o interior dos adipócitos – células de gordura. Altas concentrações de cálcio dentro destas células favorecem a formação de novos tecidos de gordura (lipogênese) e reduzem a “quebra” de tecido gorduroso (lipólise). Dessa forma, o consumo do whey protein, por ser fonte de cálcio, pode auxiliar na redução do depósito de gordura nos adipócitos e, conseqüentemente, reduzir o percentual de gordura corporal.

    O consumo das proteínas do soro do leite parece ser interessante durante o processo de perda de peso também por outros motivos, já que devido ao seu excelente perfil de aminoácidos, principalmente às altas concentrações de BCAA, o whey protein estimula hormônios responsáveis pela saciedade (colecistoquinina e peptídeo similar ao glucagon), auxilia no controle da glicemia e, preserva a massa muscular, tecido que demanda muita energia para ser mantido, o que também contribui para o controle do peso.

    - Atividade antioxidante: neste quesito destaque merece ser dado a cisteína, um dos aminoácidos fornecidos através das proteínas do soro do leite. A cisteína é a principal responsável pela formação da glutationa, um potente agente antioxidante, ou seja, atua no combate aos radicais livres. Alguns desses radicais são gerados no momento da atividade física e, por serem moléculas altamente reativas, quando em excesso, reduzem o desempenho físico.

    - Melhora do desempenho físico: por aumentar a defesa antioxidante do organismo, a suplementação com whey protein também influi de maneira positiva no rendimento esportivo, já que o excesso de radicais livres contribui para a disfunção e fadiga musculares, com conseqüente prejuízo na performance. Dados da literatura reportam que indivíduos suplementados com whey protein conseguiram gerar mais potência e maior quantidade de trabalho quando submetidos a testes de velocidade, o que remete a melhora no rendimento.

    - Sistema imunológico: dentre as proteínas que compõem o soro do leite podemos também destacar as imunoglobulinas, responsáveis por estimular as células de defesa do organismo. Além disso, a cisteína (aminoácido presente na composição do whey) participa do ciclo de produção de glutationa, que além de antioxidante também estimula as nossas células de defesa. Estes fatos comprovam o poder imunoestimulante do whey protein.

    Além de trazer benefícios para o desporto, a suplementação com whey protein também exerce efeito preventivo contra doenças cardiovasculares, devido a sua ação hipotensora (reduz a pressão sangüínea), antioxidante e efeito inibitório da lipoxidação das lipoproteínas que causam danos as paredes dos vasos sangüíneos.

    Diante dessas ações benéficas do whey protein é de se esperar que o seu consumo seja realmente benéfico ao organismo de desportistas, além disso, a suplementação faz-se necessária em alguns casos, principalmente porque o exercício físico, em geral, aumenta as necessidades protéicas. Porém, cabe ressaltar que o consumo do whey deve ser orientado, preferencialmente, por um profissional em consultório, para adequar a dose e evitar o consumo excessivo de proteínas.

    Vale destacar que o melhor horário para consumir o Whey Protein é imediatamente após o treino, visto que neste momento as células musculares estão ávidas por nutrientes. Dessa forma, quanto menor for o período de tempo entre o término de exercício e o consumo do whey protein, maior e mais intenso será o anabolismo ao exercício, isto é, a formação de massa muscular. Mas, não podemos nos esquecer do correto consumo de carboidratos na refeição. Uma sugestão para o pós-treino é o consumo de whey protein junto com a maltodextrina.

    Dica: o whey protein hidrolisado é o que apresenta melhor absorção e aproveitamento pelo organismo!

    Fonte: Natalia Lautherbach - Nutricionista da Rede Mundo Verde - www.mundoverde.com.br


    O wheu protein pode ser encontrado aqui http://www.nutrisportsbrasil.com.br/loja/index.php

    Estamos de Volta

    Olá pessoal, para avisar que estamos de volta com o  https://www.beautyinforlife.com/  e que agora vamos manter ele para valer. Sigam co...