ESPONJAS: AS VILÃS DA COZINHA


Sem higienização adequada, o item se torna criadouro de germes
Um estudo realizado pela Fundação de Pesquisa para Saúde e Segurança Social (FESS) revelou que a cozinha é área da casa com a maior concentração de germes. Segundo a pesquisa, uma simples esponja para lavar louça é o produto mais contaminado em uma cozinha, podendo concentrar um criadouro de micro-organismos em razão do acúmulo de restos de alimentos e umidade.
É comum usar a mesma esponja para lavar louças e limpar outros ambientes da cozinha, como mesa, armário, fogão e, em alguns casos, até mesmo o chão para retirar alguma sujeira.
De acordo com Artur Timerman, mestre em infectologia pela USP e consultor de limpeza da Condor, “Este é um erro grave. Usar a esponja desta maneira contribui para a transferência de bactérias e fungos de um local para o outro. As esponjas novas, inclusive, contem milhares de germes por metro quadrado. Por isso, o momento de trocar a esponja é uma questão de bom senso e vai depender se o item é muito utilizado ou não. O recomendado é dispensar a esponja a cada sete dias. Outra recomendação é ter uma para as louças e outra para as panelas e pia”.

Dicas de higienização:
Sempre remova os restos de comida da esponja;

Torça o máximo possível e deixe secar se for possível;

Coloque a esponja em uma xícara com água até cobrir o produto. Deixe no micro-ondas por dois minutos. Segundo os pesquisadores do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), aquecer a esponja reduz em 99% a quantidade de bactérias, bolores e leveduras;

Outra dica é aproveitar o ciclo de lavagem e secagem da lava-louças e deixar a esponja no compartimento de talheres. Tem a mesma eficácia do micro-ondas;

Existe também uma opção mais simples: deixar a esponja de molho em um balde com uma solução de 10% de água sanitária e água quente por 10 minutos. Depois lave bem a esponja com água corrente.

Sobre a Condor
Limpeza, Beleza, Higiene Bucal, Pintura Artística e Imobiliária são os segmentos de negócios da Condor, empresa genuinamente brasileira e a maior fabricante de escovas da América Latina.
A empresa fundada pelo imigrante alemão Augusto Emílio Klimmek, em 1929, na cidade de São Bento do Sul, interior de Santa Catarina, está presente em mais de 100 mil pontos de vendas do Brasil e exporta para mais de 30 países. Lidera o mercado de escovas dentais infantis, escovas para limpeza, escovas e pentes para cabelos e pincéis artísticos, seguindo firme no posicionamento de ser a maior referência brasileira no setor de utensílios e acessórios para cuidados pessoais e com o lar.
Nestes quase 90 anos de história, a Condor se tornou uma das marcas mais presentes nos lares brasileiros, e suas duas unidades fabris, que somam 53 mil metros quadrados de área construída, estão instaladas na cidade de São Bento do Sul. Seus 1.300 colaboradores se revezam em turnos na produção de mais de 1500 produtos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.