26 de setembro de 2018

DICAS DE TURISMO: SETE DESTINOS SEGUROS PARA VIAJANTES MULHERES SOZINHAS



Da América do Sul à Ásia, o mundo também possui países que acolhem viajantes solitárias

Com cada vez mais passagens aéreas vendidas entre destinos pelo mundo, a importância de viajar com segurança ganha cada vez mais força. Casos como o de mulheres raptadas no Egito ou de turismo sexual compulsório no Sudeste Asiático chamaram a atenção das mulheres ao redor do globo nos últimos anos. A seguir, o Portal da Mulher elaborou uma lista com alguns países que, na contramão das denúncias, tornaram-se conhecidos também pela tranquilidade que podem oferecer a mulheres viajantes sozinhas.

Finlândia
Terra do sol da meia-noite e da aurora boreal, a Finlândia é o destino ideal para amantes da natureza. O país possui, por exemplo, o Lemmenjoki National Park, a maior reserva de madeira da Europa, e várias outras áreas selvagens, incluindo a região com o maior número de lagos do continente. Além de tudo isso, a Finlândia aparece na primeira posição em termos de segurança por uma lista do Fórum Econômico Mundial para Competitividade Turística.

Canadá
País repleto de paisagens, como florestas antigas, montanhas cobertas de neve, bosques e lagos, sua vida natural é um dos pontos fortes que atrai um tipo específico de turista: o que deseja experimentar a natureza. Para além disso, o Canadá é conhecido mundialmente pelo seu caráter multicultural que é constantemente enfatizado pelo primeiro-ministro Justin Trudeau. Uma pesquisa feita com mulheres de vários países das Américas concluiu que elas consideram o Canadá, além de tudo, um dos lugares em que se sentiram mais seguras quando estavam sozinhas.

Nova Zelândia
Famosa nos últimos anos por ter sido palco da série cinematográfica "O Senhor dos Anéis", a ilha da Oceania é outro destino para amantes de esportes, natureza e aventura. O pequeno país ao lado da Austrália possui duas grandes ilhas que expandem vastos cenários naturais distintos: ao norte, há praias, vulcões ativos e lagos coloridos. Ao sul, ao contrário, é possível ver morros nevados, placas glaciais e um oceano cheio de corais. De acordo com o Institute for Economics and Peace (IEP), a Nova Zelândia ainda é o quarto país mais seguro do mundo para viajar sozinho tanto para homens quanto para mulheres.

CONFIRA TAMBÉM: VIAGEM PARA O EXTERIOR: DICAS INDISPENSÁVEIS PARA VIAJAR COM SEGURANÇA

Uruguai
O interesse dos brasileiros pelo Uruguai cresceu significativamente nos últimos anos: o Ministério do Turismo uruguaio afirmou que, contando os quatro primeiros meses do ano passado, o número de viajantes do Brasil na pequena nação vizinha cresceu 35% em relação a 2016. Em janeiro de 2015, o Ministério do Turismo brasileiro já havia percebido um crescimento de 20% de turistas do Brasil no Uruguai em relação ao mesmo mês de 2014. Um dos interesses é a pacificidade do povo uruguaio não à toa, o país tem uma das menores taxas de crimes das Américas. Segundo a jornalista brasileira Jéssica Chabature, que vive em Montevidéu há um ano, não há melhor lugar para viver. "Nunca me senti insegura aqui", disse.

Suíça
No coração da Europa, a Suíça oferece muito mais do que apenas os produtores de relógios mais famosos do mundo: é um país repleto de diversidade cultural, uma grande variedade de atrações e horizontes cosmopolitas que atraem cada vez mais gente do mundo todo. Genebra, por exemplo, é uma metrópole com várias línguas possíveis de serem ouvidas em um único dia pelo grande volume de escritórios e instituições internacionais ali sediadas. De acordo com o Global Peace Index (GPI), é também o sétimo país mais pacífico do planeta o que o torna um dos destinos seguros para mulheres sozinhas.

Bélgica
Não é por acaso que a Bélgica é conhecida como um destino obrigatório na Europa: o país é repleto de atrações históricas, uma excelente infraestrutura e vários tipos distintos de atrações turísticas. É o caso dos mosteiros da Ordem Trapista, muito comuns no país, onde há até um roteiro para degustá-las. Segundo alguns sites especializados em cervejas, a Bélgica, um dos países mais famosos no mundo pela sua produção da bebida, é o que tem o maior número de mosteiros que oferecem esse tipo de cerveja. Para além de tudo isso, o país foi ranqueado na 10ª posição em uma lista da Women's Travel Center, uma das instituições mundiais dedicadas ao turismo de mulheres.

Japão
O Japão é um destino onde milhões de tradições antigas e milenares coexistem com uma tecnologia avançada. De qualquer forma, há muito mais a dizer sobre o país asiático: uma delas é a megalópole Tóquio, considerada, apesar do volume de carros, pessoas e ruas, uma das cidades mais limpas e organizadas do planeta. Além disso, há um crescente interesse de turistas pela cidade antiga de Osaka, não tão longe da capital. Para as mulheres, a ilha mais famosa da Ásia está entre os seis países mais pacíficos do planeta, de acordo com o Global Peace Index (GPI).

25 de setembro de 2018

ACESSÓRIOS QUE PROMETEM SER TENDÊNCIA NA PRIMAVERA/VERÃO 2018

A primavera já bate à nossa porta, e para curtir a estação, vários acessórios já estão em alta — e prometem fazer sucesso nas próximas temporadas. Há opções para todos os gostos, ocasiões e bolsos. Confira:

Berloques

Para os braços, a tendência continua sendo as pulseiras com berloques. A vantagem desses acessórios é que eles podem ser usados no dia a dia, para dar um fôlego a mais para os looks básicos.

imagem amoberloque.com.br

22 de setembro de 2018

CONHEÇA AS SEMIJOIAS QUE SÃO TENDÊNCIA EM 2018

tendência acessórios e semijoias
Imagem: shutterstock.com

Acessórios são absolutamente indispensáveis para quem não abre mão de deixar o look mais especial, seja para o dia a dia, seja para ocasiões específicas. Compilamos aqui nesse post algumas das semijoias mais desejadas em 2018 e que atravessarão a próxima temporada rumo às produções em 2019. Confira!

Argolas

Verdadeiros clássicos, as argolas são tendências que nunca saem de moda. Em 2018, as argolas grandes e gigantes ganharam força total, e fazem parte de looks para todas as horas. Das delicadas argolas tradicionais às super fashionistas argolas gigantes, essa é uma peça essencial!

Colar Gravatinha

O colar gravatinha tornou-se um grande must have em 2018. Chegou na temporada anterior e permaneceu fazendo bonito tanto sozinho quanto em mix de colares. As peças em zircônia são super desejadas, dando brilho e sofisticação à produção. “A zircônia, tanto sozinha quanto em combinação com outros materiais, como a pérola, traz em si sofisticação e pode ser usada em eventos formais, como casamentos”, conta Sabrina Nunes, da Francisca Joias.

Colar choker

O choker veio direto dos anos 1990 e chegou novamente para ficar. Antes visto como uma peça com apelo mais teen, hoje está presente em desfiles de alta costura e em looks de luxo - como no caso dos chokers em pedrarias, por exemplo. Pode ser usado sozinho ou fazer parte de um mix de colares, que também é mais uma super tendência em 2018.

Pulseiras com pingentes

Outro trend que já vem de temporadas anteriores mas permanece firme e forte nos looks, dos mais clássicos aos mais descolados. Não falta criatividade nas pulseiras com pingentes: há modelos com corações, com signos, religiosos, e até mesmo com temática pet - gatinhos, cãezinhos, ossinhos e outros ícones relacionados ao universo dos animais de estimação. Você pode usar apenas uma pulseira ou misturar vários modelos (veja mais aqui).

Maxi anéis

Os anéis de tamanho grande casam perfeitamente com todo tipo de look. Sua versatilidade permite combinações que vão do trabalho à balada, do passeio ao casamento, sempre fazendo super bonito. Eles podem ser prateados, dourados, lisos, com pedrarias, ou de materiais mistos. Toda mulher precisa ter um maxi anel para chamar de seu!

21 de setembro de 2018

7 DICAS PARA DECORAR UMA CASA COM PETS


imagem: pixbay


Quem disse que é impossível ter uma casa decorada só porque você tem um cachorro ou gato em casa? Sabemos que os animais de estimação são membros da família.
Mas será que é possível manter o ambiente bonito, e ainda manter uma boa convivência com os gatos e cachorros?

E, se a sua estante não tem bibelô, ou se você não anda investindo em um bom sofá só porque tem medo de seu animal de estimação estragar ou quebrar, acompanhe as nossas dicas de como decorar uma casa que tenha pets (cachorro/gato).

Decorando sem medo

A convivência com os animais de estimação pede um pouco mais de cuidado na organização e decoração do lar. Por isso, separamos algumas dicas que você pode implementar em sua residência sem medo. Confere ai!

1) Aposte em prateiras

Além de ajudar você na organização, as prateleiras, dependendo do modelo ou marca, não são investimentos muito caros pra você realizar.
No caso do cachorro, que não tem alcance, fica fácil você colocar objetos que gosta e aquilo que quer manter longe do cão.

Já no caso dos gatos, lamentamos afirmar: eles adoram prateleiras!
Pelo fato de eles já terem um instinto mais selvagem, muitos gostam de explorar as prateleiras e dormir nelas.

Ah, e um detalhe: quanto mais altas melhor.

Como o gato pode pular, recomendamos que deixe objetos que quebram ou muito valiosos em uma estante fechada, que ele não tenha acesso.
E nas prateleiras, deixe objetos que não quebram, caso ele encoste, caia ou durma em cima.

2) Tapetes

Os tapetes podem valorizar a decoração de sua casa. E não precisam ser evitados quando se tem cachorro ou gato. No caso de cachorros, apenas cuidado quando são filhotes ou quando ainda maiores, caso ainda tenha necessidade de marcar território.

Só evite tapetes que sejam muito grossos, ou aqueles que desfiam com facilidade e que grudam pelos. O uso de peças com maior textura é a mais recomendada.

Tapetes que facilitem o uso do aspirador de pó, que não soltem muitos fios e tramas, podem ser a solução ideal.

3) Furo nos móveis

Há quem afirme que é quase impossível ter uma linda decoração com gatos em casa. Mas não vamos colocar a culpa neles. Se o seu gato é daqueles que gosta de caminhar por tudo, é claro que você precisa pensar em formas de não colocar em risco a sua decoração (e a saúde dele também).

Só que uma opção é pensar em furo nos móveis. Seus gatos podem brincar muito dentro de casa, basta ajustar a decoração para isso. Nem é necessário gastar muito, só usar a criatividade.

Sabe aquela estante velha? Por que não fazer uns furos para que os gatos circulem livremente por ela? Gatos tendem a escalar qualquer objeto, logo, uma estante com nichos especialmente desenhada pode ser a solução ideal.

E sem contar os porta-retratos. Uma forma criativa é colocar fotos de seu animal de estimação em um porta-retrato. Ou mesmo fotos de vocês juntos. Uma outra dica são as redes suspensas. Esses são itens que nenhum gato dispensa, e que deixam o ambiente da casa bastante elegante.

4) Mantas decorativas

As mantas são muito utilizadas para decorar os ambientes interiores. Mas quem tem animais de estimação em casa pode utilizar como decoração e proteção extra. Existem inúmeras opções de mantas decorativas nas lojas (basta uma rápida pesquisa na Internet).

Você pode colocar no sofá e renovar o ambiente da sala, sem contar que são muito práticas. Sujou ou encheu de pelos?b Basta jogá-las na máquina de lavar e pronto, estão novas outra vez. E assim, você pode deixar o cachorro ou gato dormir no sofá sem medo.

5) Amor na decoração

Que tal apostar em elementos que mostram o seu amor pelo mundo do seu melhor amigo?

Aqui vale a criatividade.

Na internet é possível achar muita coisa, desde adesivos até quadro dos pets. Que tal adesivos de pegadas de gato ou cachorro na parede? Além de ser criativo, e decorar o ambiente, mostra o seu amor pelos animais. Nas lojinhas do Elo7, você poderá encontrar muitas opções criativas. Vale a pena se inspirar com algumas coisas no Pinterest também! :-)

6) Comedouros e Bebedouros com mais estilo

Uma boa aposta de decoração é começar deixando o comedouro e bebedouro do seu bichinho com o mesmo estilo da decoração de casa. Há várias maneiras incríveis de transformar comedouros e bebedouros personalizados. Claro, há opções na internet para você comprar (nesse site você pode encontrar uma lista com opções), ou você mesmo pode fazer e trazer mais estilo para a sua residência.

7) Móveis

Em relação aos móveis, que são uma das principais reclamações dos tutores, sejam seus animais gatos ou cachorros, já que mordem ou arranham, a dica é optar, se possível, por aqueles que tenham suportes de ferro ou aço, que são materiais pouco atrativos para os bichinhos.
E outro detalhe importante: Quando for pintar a parede, se tiver cachorro opte por tinta acrílica super lavável. Isso porque muitos cachorros gostam de morder e brincar contra as paredes, usando essa tinta fica mais fácil preservar a cor e lavar, caso ele faça alguma meleca.

Para concluir…

Quando se fala em decoração, viram que não é necessário apostar em grandes mudanças. Detalhes já podem deixar a sua casa mais bonita e com a sua cara – e de quebra, valorizar que você ama seus filhos de 4 patas. Também não adianta ter uma linda decoração e manter o seu animal de estimação isolado em um canto.

Por isso, as dicas que passamos aqui você pode implantar em sua residência. Além de deixá-la do jeitinho que gostaria, ainda vai promover um ambiente agradável para o seu gato ou cachorro. Eles agradecem.

Afinal, quem não gosta de curtir a casa junto com o bichinho? Parece que não tem nada melhor.

E quando se está em um ambiente agradável, tudo fica perfeito. Mas e você? Como tem decorado sua casa com os seus pets e quais tem sido as suas dificuldades?

Deixe um comentário abaixo, queremos muito saber a sua opinião e trocar experiências!


ACESSÓRIOS QUERIDINHOS: VEJA TENDÊNCIAS E APRENDA A COMBINAR COM QUALQUER LOOK

tendência acessórios femininos
(imagem shutterstock)

Seja um look básico com jeans e camiseta, seja algo mais elaborado, o fato é que os acessórios dão outra cara à produção. A cada temporada novas tendências vão chegando e conquistando o coração de quem simplesmente não abre mão de estar linda e estilosa em qualquer ocasião.

Separamos abaixo algumas dicas sobre como aplicar no dia a dia as combinações com os diversos trends que estão em alta no momento, para que você acerte na escolha e na harmonia. Confira!

Maxibrincos


Acessório que chegou há algumas temporadas e vem se reinventando, o maxibrinco é o tipo de peça coringa que transforma a produção. Sabe aqueles dias em que a inspiração não vem como deveria e a gente não sabe muito o que fazer para valorizar o visual? Aposte as fichas no maxibrinco! Seja em formato longo, arredondado ou argola, este tipo de brinco é uma aquisição essencial.

Combina com: looks ousados, poderosos e criativos. Versátil, vai do almoço de trabalho (que pode pedir materiais mais delicados e cores mais neutras) à balada (com os maxibrincos coloridos e de pedrarias).

CONFIRA TAMBÉM: SAIBA QUAL A DIFERENÇA ENTRE JOIAS E SEMI JOIAS

Peças em zircônia


A zircônia é chamada de “diamante das semijoias” e não é por acaso. Sua beleza e seu brilho reproduzem com fidelidade a pedra preciosa, e valoriza muito as peças de festa. A zircônia também acompanha acessórios delicados e de uso do dia a dia, como os colares ponto de luz. “É possível utilizar as peças em zircônia em situações formais, como um casamento, por exemplo. O mix de zircônias e pérolas é uma opção super chique”, conta Sabrina Nunes, da Francisca Joias.   

Combina com: looks delicados do dia a dia quando presente em peças menores (pontos de luz, brincos pequenos e pingentes). Itens como maxicolares, maxibrincos e aneis de zircônia fazem bonito em produções luxuosas.

Colar choker


As coleiras choker, vindas diretamente dos anos 1990 para as passarelas atuais, parecia estar com os dias contados. No entanto, voltou com tudo nos desfiles de marcas como Dior e também entre as estrelas dos tapetes vermelhos. E engana-se quem pensa que o choker é apenas um item para produções casuais ou mais descontraídas: as gargantilhas em pedraria são verdadeiros must have. Aposte!

Combina com: peças que valorizem o colo e deixem o pescoço à mostra, como camisas, golas em “V”, blusas e vestidos com alça, camisetas mais decotadas.

Mix de colares


Sabe aquela correntinha delicada que você ama e quase nunca tira do pescoço? Pois saiba que ela pode fazer uma linda combinação com outras peças, criando um mix de colares e dando um destaque todo especial à produção. Tendência que veio para ficar, o mix de colares pode ser feito apenas com peças mais fininhas e delicadas, mudando apenas o comprimento de cada uma delas, ou de forma mais ousada, misturando choker, colares finos e até mesmo colares de outros materiais, como pérolas e tecido.

Combina com: tudo vai depender do tipo de combinação do mix. Em geral, o mix pode ser aplicado em qualquer tipo de look - por exemplo, um mix de colares prateados em formatos e tamanhos diferentes pode dar uma nova luz a um look de camiseta e saia.

Gostaram das dicas?

14 de setembro de 2018

ROUPAS SEM GÊNERO SÃO TENDÊNCIA NA MODA INFANTIL


Na última década, a necessidade de se eliminar os estereótipos de gênero do universo infantil tem sido discutida com bastante profundidade. Estudos recorrentes demonstram que tais estereótipos têm impacto direto na autoestima de nossas crianças.
A organização Britânica Girl Guiding Attitudes Survey detectou em sua última pesquisa que a maioria das meninas entre 7 e 21 anos se sente reprimida pelos estereótipos de gênero e sexismo e acredita que sua confiança poderia ser melhor se eles não existissem. Estudos semelhantes revelam que meninos estão tendo dificuldades em desenvolver aspectos relacionados à inteligência emocional, o que acaba afetando sua saúde mental.
Em posse desses dados, o varejo começa a reagir para eliminar estereótipos consolidados ao longo dos anos, visando promover uma mudança significativa na maneira como educamos as crianças e construímos uma sociedade mais igualitária.
Roupas e brinquedos que antes eram direcionados exclusivamente a um dos gêneros passam a adotar uma estratégia comercial de “alvo neutro”, em que caem as etiquetas “masculino” e “feminino” e as opções se ampliam para ambos.
No mundo da moda, o grande precursor do selo “agênero” (que pode ser lido tanto como “sem gênero” quanto “para todos os gêneros”) foi a rede britânica John Lewis, que retirou as tags tradicionais de suas peças e as substituiu por etiquetas onde se lê “menino & menina” ou “menina & menino” – impressas em igual quantidade e afixadas aleatoriamente nas roupas da sessão infantil.
Como reflexo dessa iniciativa e toda a repercussão ao seu redor, outras marcas logo seguiram os passos da John Lewis e, mesmo que ainda mantivessem suas lojas organizadas por gênero, adicionaram uma nova sessão destinada aos simpatizantes da moda neutra para crianças.
O mercado resolveu refletir como as crianças realmente vivem: como indivíduos com seus próprios gostos e hobbies. Garotas adoram ser garotas e garotos adoram ser garotos, mas há muito mais em ser uma garota do que ser uma linda princesa passiva que deve estar sempre linda de rosa; e tem muito mais em ser um menino do que ser um durão violento a governar o mundo vestindo azul.
Peças como camisetas, calças jeans, All Star infantil e moletons sempre fizeram parte do guarda-roupa tanto de meninas como de meninos. Mas, em alguns casos, como em camisetas e moletons, elas carregam em suas cores e estampas uma mensagem clara sobre a quem se destinam.

É evidente que existem crianças que se encaixam nesses estereótipos. Mas isso não significa que se deva agrupar todas as meninas e meninos nas mesmas caixas rosas ou azuis. É por isso que o termo "agênero" pode ser enganoso. Não se trata de tornar todas as crianças iguais, e sim de reconhecer que todas as crianças são diferentes.

13 de setembro de 2018

DICAS PARA ECONOMIZAR EM VIAGENS INTERNACIONAIS COM A ALTA DO DÓLAR



Viajar para fora do Brasil é um sonho de muita gente, e o dólar alto pode transformar isto em um pesadelo, por isso é importante tomar alguns cuidados básicos antes de uma viagem internacional. Preparamos um guia com ótimas dicas para se dar bem durante o período de descanso e não gastar mais do que o planejado. Confira a seguir.


Cuidados ao comprar dólar
Esta é a principal entre todas as dicas de viagem. O dólar é uma moeda que muda de valor a cada dia, mesmo que seja alguns centavos. Se for comparar o período de um mês a mudança poderá ter sido grande. Assim sendo, faça uma viagem planejada, comprando dólar aos poucos e pesquisando em diferentes casas de câmbio, já que também existe variação de preço entre elas.


Economize na hospedagem
A primeira coisa a fazer é abrir mão de hotéis famosos e luxuosos, já que o preço é bem maior do que os outros. Busque através dos sites especializados no assunto as melhores opções, conferindo o preço da estadia e se existe desconto por ficar mais tempo. Os mais descolados podem alugar um quarto em um apartamento e assim economizar uma boa grana.


Não ande de táxi
Os deslocamentos somam uma alta quantia de dinheiro em viagens, principalmente quando falamos em dólar. Prefira o transporte público, que nos Estados Unidos é de boa qualidade, com muitos metrôs ligando toda a cidade, ou alugue um carro. O Google Maps poderá ser um grande aliado durante sua viagem, indicando rotas mais curtas e econômicas.


Tecnologia para se comunicar
Hoje em dia a questão da comunicação ficou bem mais fácil devido ao avanço da tecnologia. No passado era preciso utilizar os telefones para fazer ligações, que custavam um bom dinheiro para realizar uma chamada internacional. Agora não, faça isso pelo WhatsApp, Skype ou outros aplicativos que prestem o serviço. Evite surpresas desagradáveis na conta de seu celular.


Cuidado com as compras
Os Estados Unidos possuem diversos centros comerciais com mercadorias de encher os olhos, inclusive para os amantes da tecnologia. Mas, em período de dólar alto é preciso fugir das compras. Traga uma lembrancinha da viagem, mas evite compras grandes, como por exemplo um videogame. Se preferir, compre pela internet e peça para entregar em seu hotel, assim a compra fica mais barata do que na loja física.


Seja criativo
Com tudo planejado antecipadamente e um pouco de criatividade, a sua viagem vai se tornar inesquecível, mesmo com o dólar caro. Faça uma busca na internet, procurando locais onde os preços sejam mais baixos, economizando na compra de passeios e ingressos. Coloque tudo em uma balança imaginária e veja se vale a pena ou não.


Tenha um roteiro
Essa dica deve ser executada de preferência antes mesmo de sair do Brasil. Com o dólar alto é bom pensar bastante antes de definir por uma ação, como o aluguel de um quarto no hotel ou os restaurantes que irá. Tenha tudo anotado e comprado com antecedência, se possível.

11 de setembro de 2018

12 ANOS DA LEI MARIA DA PENHA

Legislação propiciou avanços relevantes no combate à violência contra as mulheres. Contudo, números de assassinatos e espancamentos ainda são inaceitáveis.



Sancionada há 12 anos, a Lei Maria da Penha, 11340/06, representa considerável avanço no combate à violência contra as mulheres. Contudo, a despeito da proteção prevista na legislação, os números de brasileiras espancadas, ofendidas e mortas continuam sendo alarmantes.

Em 2017, doze mulheres foram assassinadas por dia no País, segundo o Monitor da Violência contra a Mulher. Foi um crescimento de mais de 6% em relação a 2016.

O site Relógio da Violência, do Instituto Maria a Penha, mostra, em tempo real, uma estimativa temporal de agressões, o total de casos ao ano, entre muitos outros dados. Aponta que a cada dois segundos uma mulher sofre ataques físicos, e a cada 2.6 segundos, há novas vítimas de truculência verbal.
A FEBRASGO, instituição compromissada com a saúde, a qualidade de vida e os direitos do gênero feminino, destaca a importância da Lei Maria da Penha. Aliás, também é reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) como uma das melhores legislações de proteção às mulheres do planeta.


“Por mais paradoxal que pareça, as brasileiras ainda vivem em situação de vulnerabilidade e fragilidade no que diz respeito à defesa dos seus direitos. A Lei Maria da Penha tem um foco específico, contra todo tipo de violência e agressão às mulheres. É elogiada até internacionalmente e tem cumprido excelente papel”, ressalta o presidente César Eduardo Fernandes.
A Federação Internacional de Ginecologia, FIGO, sempre sustenta a causa da proteção dos direitos das mulheres, ainda de acordo com César. Ela pontua que, no exercício da medicina, é inadmissível tratar o problema como algo menor.
“Devemos ser intransigentes e exigir elas sejam respeitadas em sua dignidade. O papel dos ginecologistas e obstetras, em sua área de atuação, é conversar e orientar, mas nunca tomar atitudes que vão contra as decisões das pacientes ou fechar os olhos para eventuais situações de violência”. 

Estamos de Volta

Olá pessoal, para avisar que estamos de volta com o  https://www.beautyinforlife.com/  e que agora vamos manter ele para valer. Sigam co...