29 de abril de 2019

MODA EVANGÉLICA: VESTIDOS COM ESTAMPA FLORAL

Hoje o assunto é moda e vamos falar de vestidos floridos. A loja Flor de Amêndoa, especializada em moda evangélica, está com lindos lançamentos, entre eles vestidos florais e vamos compartilhar essa inspiração com vocês, mulheres, que amam vestidos.

Uma estampa que combina com qualquer silhueta são as estampas florais. 

O que precisamos saber é escolher o modelo certo de vestido, adequado ao seu corpo, o tamanho da estampa floral, pequena, média ou grande, vai depender também do seu estilo de gosto, mas principalmente da sua silhueta.

Vamos conferir alguns modelos de vestidos evangélicos florais para te inspirar.

Vestido Peplum


HOME DECOR: 5 APLICATIVOS PARA AJUDAR NA REFORMA DA SUA CASA


Planejar e iniciar uma reforma residencial requer planejamento, cálculos e cálculos e também muita disposição. Para ajudar nessa tarefa, reunimos abaixo cinco dicas de aplicativos desenvolvidos especialmente para descomplicar todo o processo. Confira!

1) Photo Measures Lite

Reforma e medidas da casa andam de mãos dadas, pois só com as medidas em mãos é possível começar a calcular o material a ser comprado. O app Photo Measures Lite (disponível gratuitamente para iOS e Android) funciona da seguinte forma: o usuário tira uma foto do ambiente a ser calculado e o aplicativo apresenta todas as medidas do local e também dos móveis. É possível organizar as fotos em pastas, como "objetos" e "favoritos".

2) iHandy Level

O app iHandy Level (disponível gratuitamente para iOS e Android) funciona como uma ferramenta de nivelação, indicando se um quadro, uma moldura, um móvel, uma porta, uma janela, ou qualquer outro objeto está realmente reto. Excelente tanto para quem trabalha com obras e projetos quanto para a rotina de decoração em casa.

3) Homestyler Interior Design

Qual a melhor escolha: piso laminado ou porcelanato? Qual cor fica melhor na parede da sala? E se o sofá for trocado de lugar? Instalar novas luminárias pode ser uma boa? Tire essas e outras dúvidas com o auxílio do app Easyhome Homestyler (disponível gratuitamente para iOS e Android), que a partir de uma foto do espaço que você pretende reformar permite testar cores nas paredes, móveis, pisos, e muito mais.

4) Autoclosets Mobile

Seu sonho é ter um closet mas não tem ideia de como fazer? Com o app Autoclosets Mobile (disponível gratuitamente para iOS) basta escolher o número de módulos desejados para o armário e o tamanho dos nichos e pronto. A ferramenta gera o projeto em PDF ou JPG, bastando levá-lo ao seu marceneiro de confiança para que ele avalie.

5) Magic Plan

O app Magic Plan (disponível gratuitamente para iOS e Android) auxilia na criação de plantas profissionais da sua residência a partir de fotos. As plantas obtidas são editáveis, sendo possível adicionar objetos, anotações, lista de produtos e muito mais.

ROUPAS ÍNTIMAS TÊM PRAZO DE VALIDADE?

A resposta é sim: depois de um certo período de uso, o ideal é comprar novas cuecas e calcinhas



Sempre que se ouve expressões como "prazo de validade" ou "modo de conservação", as pessoas lembram de alimentos. De fato, é comum comprarmos ingredientes e produtos alimentares baseando-se na quantidade de tempo que eles estão aptos ao consumo. No entanto, especialistas advertem que há outro tipo de item cotidiano que também depende das mesmas observações: as roupas íntimas, isto é, calcinhas, sutiãs e cuecas.

Segundo a ginecologista e terapeuta sexual Scheila Amado, ainda que as calcinhas não ofereçam riscos de doenças graves quando velhas, o material com o qual elas são feitas tende a prejudicar o conforto cotidiano com o tempo.

“É difícil determinar um tempo de vida útil fixo, mas em geral se deve observar a condição da calcinha. Se ela começou a desfiar, ficar com o elástico folgado e mudar a coloração, são demonstrações que sua vida útil já está passada e que precisa trocar”, explicou ao site Cinform.

Isso acontece porque, segundo Amado, há o risco de “perda de continuidade”, quando há um afastamento de tecido vivo do corpo por meio do contato com o tecido e se abre uma porta de entrada para bactérias e fungos.

“Nesses casos, se precisar, levar uma calcinha limpa na bolsa e na hora do intervalo, fazer a troca. Mas nem todas as mulheres precisam fazer isso, vai depender se a mulher tem patologias que causam algum tipo de secreção, ou do conforto que a mulher tem durante o dia”, explicou.

Advertências similares são feitas pelo médico infectologista Ralcyon Teixeira, do Hospital Emílio Ribas e da Sociedade Brasileira de Infectologia, em relação às cuecas. Para ele, não há um prazo específico para trocá-las, mas o tempo pode fazer com que elas percam sua função mais importante: proteger as partes íntimas.

“Ao longo do tempo ela pode perder a eficácia em termos de proteção, por conta da deterioração da peça em si. Por exemplo, se a cueca ficar frouxa demais ela pode provocar assaduras. Por questões de infecção, não há uma necessidade específica", disse em entrevista à Veja.

Modelos como a cueca Slip Zorba e de marcas como Lupo e Duomo alertam que as cuecas devem ser trocadas a cada seis meses -- mesmo tempo de substituição de calções, ceroulas, sutiãs e calcinhas. Mesmo biquínis têm prazos de validade, segundo os fabricantes.

"O que nós, médicos, alertamos é em relação à higienização das peças, como evitar usar muitos produtos químicos de limpeza ou, mesmo, grandes quantidades deles. Se for lavar na máquina não se deve colocar muito sabão em pó e nem amaciante, pois, caso não haja um enxágue potente, provavelmente ficará resíduos nas peças, o que pode causar uma forte alergia. O ideal mesmo é usar sabão de coco, pois é menos alergênico. Lavar manualmente seria o ideal porque as calcinhas, principalmente, costumam ser mais delicadas", completou Teixeira.

Tanto a ginecologista quanto o infectologista advertem contra as lavagens comuns desse tipo de roupa nas casas brasileiras: o banho. No caso das cuecas, Ralcyon afirma que "o ambiente não é propício, já que tem muita umidade e não permite que elas sequem direito. E a umidade junto com o calor pode originar focos de fungos e bactérias”.

No das calcinhas, Scheila Amado diz que lavá-las na máquina ou no tanque é uma opção ruim por causa do sabão em pó, e prossegue: "Se existe o hábito de lavar a calcinha durante o banho, vale ter um sabão neutro dentro do box, mas nunca se deve secar nesse ambiente. As peças devem secar ou em exposição ao sol ou em locais com ventilação, e que a secagem seja completa”, finaliza.

18 de abril de 2019

Barbie faz 60 anos e muda sua imagem frente a demandas por diversidade


Boneca já pode ser encontrada com características mais reais

A boneca mais famosa do mundo está ampliando seus horizontes para incluir em sua imagem muito mais diversidade. O famoso “padrão Barbie” de beleza inatingível continua existindo, mas a mesma boneca passa a exibir novas versões, com características mais próximas da realidade.

No Brasil desde 1982, franqueada pela marca Estrela, a boneca Barbie tem muita história no território nacional e, mesmo depois de 60 anos de vida, a cada minuto, mais de 100 exemplares de Barbies são vendidas em cerca de 150 países. O canal da boneca no YouTube conta mais de 6 milhões de inscritos!

No entanto, apesar de tamanho sucesso, a “branca, loira, magra e de olhos claros” tem buscado se adaptar às diversidades da vida real, justamente porque o mundo mudou e o estereótipo de corpo perfeito deu lugar ao hoje chamado de “body positive”, isto é, o conceito de olhar para próprio corpo com amor, de forma leve e positiva.

Entre as Barbies Fashionistas é possível encontrar bonecas com variados tons de pele, curvilíneas, com cabelo cacheado, crespo e colorido; com direito a Ken negro com cabelo crespo. Além disso, em fevereiro deste ano, a Mattel lançou versões da boneca em cadeiras de rodas e com prótese na perna, com o objetivo de que crianças com deficiência também se sintam representadas.

Segundo Kim Culmore, vice-presidente de design da Barbie na Mattel, "há 60 anos, a Barbie é um reflexo da cultura e da moda, e isso é fundamental para a relevância contínua da marca. Nosso objetivo, ao desenvolver a Barbie para a próxima geração, é continuar sendo a linha de bonecas mais diversificada do mercado”.

O executivo ainda afirma que os novos modelos, ainda indisponíveis no Brasil, foram adicionados ao portfólio para representar melhor as pessoas e o mundo que as crianças enxergam ao seu redor. "Estamos orgulhosos por saber que as crianças de hoje conhecerão uma imagem diferente da marca", afirma Culmore.

As novas bonecas devem chegar ao mercado nacional no decorrer deste ano, com uma média de preço que variável entre R$89,99 e R$149,99, sendo a Barbie cadeirante a opção mais cara do portfólio.

Confira também: Big Chop: livrando-se da química na transição capilar

PROCEDIMENTOS ESTÉTICOS: CONHEÇA QUAIS SÃO OS TIPOS DE CIRURGIA NOS SEIOS



As cirurgias plásticas nos seios estão entre os procedimentos estéticos e funcionais mais procurados no Brasil. Esse tipo de técnica pode ser usado tanto para melhorar a aparência da mulher como também em casos de problemas de saúde decorrentes do tamanho das mamas.
Existem diferentes tipos de cirurgias plásticas nos seios que atendem diferentes demandas das pacientes. Pensando nisso, conheça quais são eles a seguir e confira informações sobre a recuperação.

Quais os tipos de cirurgias plásticas nos seios?
As cirurgias plásticas nos seios são divididas em quatro tipos, mamoplastia de aumento, de redução, mastopexia e reconstrutiva. Conheça as especificidades de cada um deles a seguir!

Mamoplastia de aumento
Um dos procedimentos mais conhecidos é a mamoplastia de aumento que tem como objetivo a inserção de uma prótese de silicone para aumentar o volume das mamas. Ela é indicada para mulheres que têm mamas muito pequenas o que pode afetar a autoestima. Em alguns casos, a mamoplastia de aumento também é realizada por mulheres que perderam o volume das mamas após a amamentação.
O volume inserido com a cirurgia varia de acordo com os desejos da paciente e também a estrutura física dela. A prótese pode ser inserida por cima ou por baixo do músculo do peito, impactando o resultado final.

Mamoplastia redutora
Entre os tipos de cirurgias plásticas nos seios também está a mamoplastia redutora, procedimento que visa diminuir o tamanho das mamas, principalmente devido à proporcionalidade com o corpo ou quando o excesso de peso dos seios causa danos nas costas.
O procedimento pode ser realizado ainda em homens que têm ginecomastia — crescimento anormal do tecido mamário —, eliminando o excesso de tecido que pode se apresentar nesses casos.
No procedimento, o cirurgião plástico realiza a remoção do excesso de gordura, glândulas e pele, obtendo mamas mais proporcionais e com peso adequado.

Mastopexia
A mastopexia é uma das cirurgias plásticas nos seios que visa corrigir questões estéticas das mamas, como diminuir a flacidez na região e levantar os seios. Por essas características, a técnica é normalmente realizada em mulheres a partir dos 50 anos, mas também àquelas que possuem muita variação de peso.
A mastopexia pode ser associada tanto a mamoplastia de aumento como com a redutora, de acordo com as características do caso e desejos da paciente. Em geral, para obter um resultado satisfatório, o profissional remove o excesso de pele.

Cirurgia para reconstrução dos seios
O procedimento de reconstrução dos seios é uma das opções entre as cirurgias plásticas nos seios e pode mudar a forma, tamanho e aparência das mamas, sendo indicada principalmente para casos nos quais a mulher precisou remover parte ou a totalidade das mamas devido casos de câncer.
A técnica também beneficia mulheres que querem fazer a reconstrução do mamilo ou aréola devido assimetria ou tamanho desproporcional. O procedimento pode ser associado às mamoplastias de aumento ou redução, de acordo com o caso.
As cirurgias plásticas nos seios podem ser realizadas por qualquer paciente, a partir dos 18 anos, e que esteja em condições normais de saúde. No entanto, apenas o cirurgião plástico poderá confirmar a viabilidade do procedimento para os interesses e caso.

Quais os cuidados pré e pós-operatórios?
No pré-operatório é indicada a realização de exames de saúde e avaliação do quadro pelo médico de forma a verificar a viabilidade do procedimento e o atendimento às demandas da paciente.
Já no pós-operatório os cuidados incluem repouso, dormir de barriga para cima, usar o sutiã recuperatório e não fazer muitos movimentos com os braços por, pelo menos, 15 dias.
Em geral, as mulheres devem ficar afastadas das atividades diárias após as cirurgias plásticas nos seios por cerca de 15 dias, podendo chegar a 30 no caso de rotinas mais desgastantes e pesadas. Apesar desses prazos, as atividades só devem ser retomadas de acordo com a liberação do cirurgião plástico responsável.

Confira também Conheça os tipos de preenchimentos disponíveis no mercado estético

8 de abril de 2019

Whatsappite: conheça a inflamação nos punhos provocada pelo excesso de celular

Problema pode ser resolvido com uma dieta tecnológica

crédito divulgação


O uso desenfreado do celular e de dispositivos eletrônicos fez com que surgisse uma nova demanda por tratamentos de tendinite em jovens e adultos. Aqueles que fizeram faculdade de fisioterapia lidam com o que foi apelidado de Whatsappite, uma inflamação aguda nos punhos e nas mãos provocadas pelo uso intenso dos smartphones. O termo foi cunhado pela ortopedista Inés Fernandez-Guerrero em entrevista para a revista The Lancet, publicação norte-americana especializada em medicina, em 2013.

O diagnóstico aconteceu com uma médica espanhola de 34 anos que a procurou com dores muito fortes nos punhos e no dedão. Era final de ano e a paciente contou que havia trabalhado na véspera de Natal, mas nada fora do habitual. Depois, chegou a revelar que ficou seis horas respondendo mensagens de boas festas por meio do aplicativo de mensagens Whatsapp. O tratamento consistia em anti-inflamatórios e dias longe do aparelho celular por alguns dias.

O acontecimento chamou a atenção da comunidade médica mundial. Ao longo dos últimos anos, a postura inadequada e o excesso de uso de tablets, computadores e smartphones desencadeou diversos problemas ortopédicos, como tendinite, dores no pescoço, na cabeça, dedos e até hérnia de disco. Um dos principais problemas, além da inflamação dos tendões, é a envergadura provocada pela flexão da cabeça para ver o celular. Isso sobrecarrega a coluna cervical.

A média de uso de celulares por brasileiros é a mais alta do mundo: quatro horas e 48 minutos, de acordo com dados divulgados em 2016 pela empresa de estatísticas Statista. Fecham o top 5 a China, Estados Unidos, Itália e Espanha. O tempo de uso desses países é de, respectivamente, três horas e três minutos; duas horas e 37 minutos; duas horas e 34 minutos; e duas horas e 11 minutos.

Entre 2012 e 2016, o tempo diário mais que dobrou - foi de menos do que duas horas para quase cinco horas. O resultado é uma série de novos casos de problemas psicológicos e físicos pelo vício nesses aparelhos tecnológicos. Jovens que antes não sofriam com movimentos repetitivos hoje recorrem aos ortopedistas e fisioterapeutas. Portanto, é bom ficar de olho nesses sintomas para procurar um profissional antes que o problema se agrave. A prevenção é possível e quanto antes você procurar ajuda especializada, mais fácil será de tratar o incômodo e se prevenir de outras doenças.

Em muitos casos, é necessário ficar longe dos celulares, do videogame ou dos computadores. Isso pode gerar um mal-estar no indivíduo caso ele seja viciado em dispositivos tecnológicos, algo que se tornou comum nos últimos anos. Portanto, além de procurar ajuda médica e profissionais da saúde para solucionar o problema físico, é importante ter acompanhamento psicológico ou psiquiátrico em casos mais graves.

No caso das crianças e dos adolescentes, os pais precisam controlar o tempo de uso e estipular horários nos quais eles possam ficar no celular, no videogame ou no computador. Conhecer os hábitos dos filhos é fundamental para prevenir esse tipo de problema. Já no caso dos adultos, o caminho é a conscientização. Uma alternativa é fazer um detox digital e cuidar mais do corpo e da saúde para não ter problemas mais graves no futuro.

Estamos de Volta

Olá pessoal, para avisar que estamos de volta com o  https://www.beautyinforlife.com/  e que agora vamos manter ele para valer. Sigam co...