Barbie faz 60 anos e muda sua imagem frente a demandas por diversidade


Boneca já pode ser encontrada com características mais reais

A boneca mais famosa do mundo está ampliando seus horizontes para incluir em sua imagem muito mais diversidade. O famoso “padrão Barbie” de beleza inatingível continua existindo, mas a mesma boneca passa a exibir novas versões, com características mais próximas da realidade.

No Brasil desde 1982, franqueada pela marca Estrela, a boneca Barbie tem muita história no território nacional e, mesmo depois de 60 anos de vida, a cada minuto, mais de 100 exemplares de Barbies são vendidas em cerca de 150 países. O canal da boneca no YouTube conta mais de 6 milhões de inscritos!

No entanto, apesar de tamanho sucesso, a “branca, loira, magra e de olhos claros” tem buscado se adaptar às diversidades da vida real, justamente porque o mundo mudou e o estereótipo de corpo perfeito deu lugar ao hoje chamado de “body positive”, isto é, o conceito de olhar para próprio corpo com amor, de forma leve e positiva.

Entre as Barbies Fashionistas é possível encontrar bonecas com variados tons de pele, curvilíneas, com cabelo cacheado, crespo e colorido; com direito a Ken negro com cabelo crespo. Além disso, em fevereiro deste ano, a Mattel lançou versões da boneca em cadeiras de rodas e com prótese na perna, com o objetivo de que crianças com deficiência também se sintam representadas.

Segundo Kim Culmore, vice-presidente de design da Barbie na Mattel, "há 60 anos, a Barbie é um reflexo da cultura e da moda, e isso é fundamental para a relevância contínua da marca. Nosso objetivo, ao desenvolver a Barbie para a próxima geração, é continuar sendo a linha de bonecas mais diversificada do mercado”.

O executivo ainda afirma que os novos modelos, ainda indisponíveis no Brasil, foram adicionados ao portfólio para representar melhor as pessoas e o mundo que as crianças enxergam ao seu redor. "Estamos orgulhosos por saber que as crianças de hoje conhecerão uma imagem diferente da marca", afirma Culmore.

As novas bonecas devem chegar ao mercado nacional no decorrer deste ano, com uma média de preço que variável entre R$89,99 e R$149,99, sendo a Barbie cadeirante a opção mais cara do portfólio.

Confira também: Big Chop: livrando-se da química na transição capilar

Portal da Mulher

Nenhum comentário:

Postar um comentário